craigslist hookup substitute what is a hookup like military hookup sites find hookups tonight

5 Pratos tão horríveis que foram proibidos: saiba o porquê!

Muitas pessoas adoram viajar pelo mundo, não só para conhecer novos lugares, mas também para praticar o famoso turismo culinário. Onde o objetivo é experimentar pratos típicos e tradicionais dos países visitados. Entretanto algumas destas iguarias são tão horríveis que a maioria foi proibida de ser comercializada dentro e fora dos seus locais de origem. Conheça 5 destes pratos e saiba o porquê.

1 Cazu Marzu ou Queijo Pecoriano Italiano

carzu

Este prato pra lá de estranho, para não dizer indigesto, foi criado na Itália e também era conhecido como Queijo Pecoriano Italiano.

Aliás é incrível que um país com uma culinária tão rica criasse um prato tão horrível ao ponto de atualmente ser proibido sua comercialização.

Contudo o Cazu Marzu existia e até o ano de 2015 ainda era servido nos restaurantes italianos.

O prato era composto basicamente de queijo feito com leite de ovelha, porém com um ingrediente de fermentação um tanto inusitado: larvas vivas de mosca.

Tanto que para o Cazu Marzu poder ser degustado as larvas precisavam fermentar o queijo até quase o deixar em estado de decomposição antes de ser servido.

Entretanto mesmo para aqueles que adorariam a ideia de provar esta iguaria exótica, vale observar que o queijo deveria ser comido com as larvas ainda vivas em seu interior, pois quando elas morriam o prato se tornava extremamente tóxico e portanto não comestível.

Porém uma versão saudável e segura do prato Cazu Marzu é servida atualmente e vale a pena.

2 Ânus de Javali

warthog 4889372 640

A princípio quando nos deparamos com este tipo de “receita” é inevitável não comparar com pratos nacionais que também são feitos com vísceras, mas limpas e muito bem cozidas.

Entretanto este não é bem o caso, pois esta iguaria oriunda da Africa, mais precisamente da Namíbia é de deixar muita gente sem coragem de provar.

Neste prato o ânus do javali é retirado juntamente com seus intestinos e, após as fezes terem sido retiradas do interior das vísceras, estas são jogadas diretamente nas brasas.

Contudo segundo os nativos que consomem esta iguaria, é fundamental que o ânus e os intestinos não sejam lavados antes de assarem nas brasas, pois atuariam como um tempero ao prato.

3 Cabeça de salmão fermentada

sockeye 492258 640

Este prato é popular entre os nativos do Alasca nos Estado Unidos e de acordo com a receita deve ser servido cru.

Contudo é necessário avisar aos amantes de Sushi que apesar da receita ser basicamente salmão cru, em nada lembra a deliciosa iguaria japonesa.

Tanto que é usada apenas a cabeça do salmão, enterrada dentro de um saco plástico por exatamente uma semana.

Após este período a carne está em processo de quase decomposição quando é desenterrada para ser consumida juntamente com uma pasta de ervas.

De acordo com os amantes deste prato, a carne fica extremamente macia após passar pela fermentação.

Porém ao mesmo tempo é preciso ter cuidado ao ingerir a carne pois muitas pessoas sofrem intoxicação alimentar e até doenças graves como o Botulismo ao consumir este prato.

Você também pode se interessar por:

4 Huo jiao lu ou Carne de Burro vivo

asses 714973 640

Felizmente este prato foi proibido na China, país onde foi criado devido a extrema crueldade de que é feito.

Para informar os curiosos esta iguaria horrível era servida com o pobre Burrinho vivo tendo as patas amarradas e, colocado de cabeça para baixo deixando seu abdômen amostra.

Então o chef começava a servir o animal vivo, cortando pedaços de sua carne ao lado da mesa do cliente. Assim o pedaço estaria fresco e ainda quente no prato.

Inegavelmente a única reação esperada a uma “iguaria” deste tipo é o banimento que felizmente ocorreu a cerca de dez anos pelo governo chines.

5 Camarões Bêbados

thai curry 1736806 640

Este prato também é chines e muito difícil de encontrar tanto no país de origem como em restaurantes caros nos Estados Unidos e Europa.

Além disso não existe uma receita para seguir e os poucos chefs que conhecem o modo de preparo não divulgam.

Tudo o que se sabe a respeito da receita deste prato é que tradicionalmente era feito com camarões ainda vivos.

Porém como o animal reage as tentativas de serem pegos na hora da refeição, os chineses adicionaram uma solução engenhosa: a bebida alcoólica.

Assim o camarão fica literalmente bêbado por estar mergulhado na bebida, geralmente vinho, não oferecendo resistência na hora da captura.

Tanto que de acordo com o relato de um cliente ao experimentar a iguaria, servida na época em Xangai

Tentei abrir o pote onde estavam os camarões mergulhados e o garçom me repreendeu avisando que ainda era cedo, era preciso esperar o álcool presente no molho fazer efeito”.

Inegavelmente proibir alguns destes pratos de serem servidos foi um ato de extrema sabedoria, seja pela crueldade no preparo ou mesmo pelos riscos a saúde.

Entretanto o turismo culinário é uma prática que vale muito a pena pois nada melhor do que experimentar os sabores locais para entender uma parte da cultura de um povo.

Créditos de imagem: Pixabay

Comentários
Carregando...