A origem do Salário na história da humanidade

A origem do salário ao longo da história da humanidade é antiga. Tem inicio cerca de 10.000 anos atrás quando as civilizações saíram do sistema de caça e coleta para a subsistência e passaram a ter agricultura planejada. Esta produção começou a gerar excedente. Desta forma, começou a surgir trabalhadores que trocavam sua força  de trabalho por alimento.

A Origem do Salário na História da Humanidade

No antigo Egito e na Mesopotâmia, o governo recebia os grão e mercadorias excedentes como forma de pagamento dos impostos. Estes alimentos e objetos eram redistribuídos para pagar  obras públicas, inclusive a construção das pirâmides. Apesar de na época haverem escravos, também tinha trabalhadores remunerados como escribas, artesãos, sacerdotes e mercadores.

Registros antigos em pedras com escrita cuneiforme mostram os registros de venda, troca e pagamentos em Silas de cerveja para os trabalhadores que auxiliaram nas construções das piramides ou que serviram os reis fazendo parte da corte.

 

Você também pode se interessar por:

 

As Silas de Cerveja

Altos funcionários, construtores,soldados e membros da corte recebiam Silas de cerveja como pagamento. Cada Sila seria o equivalente a 1litro. A quantidade variava entre 5 e 20 Silas. O excedente da cerveja, era usada pelos funcionários para contratar o trabalho de outros como escribas e sacerdotes médicos, além de permitir adquirir bens como tecidos e cerâmicas. Além da Sila, os soldados também podiam receber como salário especiarias, óleo de cozinha e alho.

Salarium

A palavra salário vem do latim “Salarium” e indicava a porção de sal distribuída aos soldados romanos na época do império. O Sal era raro e muito valioso pois era usado para preservar os alimentos e para a cicatrização de algumas feridas.

A devoção dos Romanos ao sal era tão grande que muitos acreditavam que a especiaria era uma dadiva concedida por Salus, a deusa da Saúde.

O Salário como conhecemos atualmente

A remuneração salarial como conhecemos hoje começou na Inglaterra no século XVIII com a revolução industrial, quando os camponeses saíram dos campos para trabalhar nas fábricas, trocando sua força de trabalho por um pagamento mensal, em papel moeda, para sustentar suas famílias na cidade. Com esta mudança a escravidão, ainda vigente, começou a se extinguir e o número de trabalhadores pagos a crescer.

Comentários
Carregando...