Assistência Social e o Assistente social X Assistencialismo: entenda a diferença

Table Of Contents

Desde que surgiu a noticia da criança de 11 anos que vivia presa dentro de um tonel, com as mãos amarradas e sem comida nem água. Todos questionaram o papel da Assistência Social e seus profissionais neste caso. Mas afinal o que é Assistência Social, quem são os Assistentes Sociais que atuam na área e qual a diferença entre a Assistência e o Assistencialismo? Entenda as diferenças.

Assistência Social: o que é

assistencia social

A Assistência social, de acordo com o site oficial do governo federal, é uma política pública da mesma forma que a Educação ou a Saúde. Portanto ela é um dever do Estado tanto quanto um direito do cidadão.

Além disso está prevista na Constituição Federal desde 1988, sendo regulada pela LOAS ( Lei Orgânica da assistência Social).

Esta política é responsável por auxiliar as pessoas, sejam elas adultos ou crianças, que estejam em situação de vulnerabilidade, a melhorar sua qualidade de vida e sair da situação de dependência em que vive.

Para atender a esse fim, a Assistência Social atua por meio de um conjunto de serviços, benefícios, programas e projetos sociais que visam garantir ao cidadão total amparo no caso de situações adversas ou inesperadas.

Por exemplo a perda de emprego, abandono infantil, vítima de ato de violência, vícios em drogas e álcool, problemas de saúde por idade ou necessidades especiais e perdas por desastres naturais.

Entretanto para poder alcançar todas as pessoas que precisam, esta política pública possui profissionais capacitados chamados Assistentes Sociais.

Assistente Social: quem é este profissional

girls 4019307 640

O Assistente Social é o profissional obrigatoriamente formado no curso de graduação em Serviço Social e, precisa possuir o registro no CRESS do estado em que pretende atuar.

Ou seja assim como os médicos possuem o registro no CRM, o assistente social possui o CRESS, Conselho Regional de Serviço Social, que tem o papel de fiscalização da ética profissional do Assistente Social em atuação.

A entidade trabalha vinculada ao CFESS ( Conselho Federal de Serviço Social), porém possui autonomia administrativa, financeira e jurisdição estadual.

Dentro da política de assistência social este profissional pode exercer funções de professor, pesquisador, dirigir órgãos públicos ou privados e prestar assessorias.

Além disso pode prestar orientação a um indivíduo e sua família ou sua comunidade. Assim como elaborar laudos sociais e pareceres, entre outras atividades.

Você também pode se interessar por:

Assistente Social não presta assistencialismo

give and take 556150 640

Inegavelmente o objetivo do assistente social não é prestar assistencialismo, ou seja, a ajuda temporária e paliativa.

Hábito que começou quando as primeiras-damas do Brasil tinham por meta fazer caridade ou, prestar assistencialismo, com intuito de ajudar. Mas que acabavam por piorar algumas situações.

Afinal as pessoas ficavam dependentes daquele auxílio ao invés de aprenderem a ter autonomia.

Desta forma nasceu a necessidade de um profissional capacitado, o Assistente social, para garantir o direito do indivíduo a proteção social com foco no amparo especializado.

Ou seja, o assistente social atua intervindo nos problemas sociais por meio de políticas públicas.

Enquanto o poder público tem a obrigação legal de garantir os direitos sociais, o assistente social contribui com a viabilização do acesso a esses direitos.

Trabalhando em conjunto com outros profissionais capacitados, a fim de que o indivíduo saia da situação de vulnerabilidade e adquira o protagonismo de sua vida, permanentemente.

Porém as pessoas ainda confundem o trabalho do assistente social com o antigo assistencialismo.

Então, em virtude desta situação, cabe ao profissional atuar na conscientização dos usuários que atende para destruir a visão errada e estereotipada da sua profissão.

Então em casos como do garoto de 11 anos vivendo amarrado no tonel pelos próprios pais, sem dúvida ele é um caso onde o Assistente Social deve atuar diretamente mediante as políticas públicas.

Porém aparentemente apesar das denuncias feitas o caso não foi apurado com a devida atenção.

Agora cabe aos órgãos responsáveis, ou seja CRESS juntamente com o CFESS averiguar o que houve neste caso especifico.

Afinal todos os cidadãos do Brasil têm o direito a Assistência Social de acordo com a Constituição, mas também têm o dever de agir de acordo com a lei, para que todos possam viver bem em sociedade.

Entretanto se houverem mais dúvidas ou curiosidades a respeito deste assunto o site do governo Assistencia Social — Português (Brasil) (www.gov.br), tem todas as informações disponíveis.

Comentários
Carregando...