Coleira tradutora: descubra o que seu pet deseja tanto te contar

Table Of Contents

Desde que os animais passaram a ser vistos como membros da família, nasceu também a necessidade de aprimorar a comunicação entre tutores e pets. Mas como fazer seres humanos e animais falarem a mesma língua? Conheça as fantásticas coleiras tradutoras e descubra o que seu pet deseja tanto te contar

Coleira Tradutora BowLingual Voice e MeowLingual Voice

coleira tradutora japonesa BowLingual Voice. A primeira a ser inventada

Quando o assunto é inovação tecnológica, os japoneses normalmente saem na frente, sendo os primeiros a apresentar soluções criativas para antigos problemas.

Assim não é surpresa que em 2010 a empresa Takara Tomy já estivesse pensando em facilitar a comunicação entre os pets e seus donos.

Então lançaram a coleira tradutora BowLingual para cães e MeowLingual para gatos, ambas equipadas com um microfone e um aparelho portátil capaz de captar os sons produzidos pelos pets e traduzir em palavras.

Desta forma os latidos e miados eram traduzidos em alertas de estados emocionais como alegria e tristeza.

Mas também podiam ser traduzidos em frases como “brinque comigo”, “estou triste” e “me deixe em paz”.

Embora os japoneses tenham sido pioneiros em facilitar o entendimento entre os pets e seus tutores, infelizmente a tecnologia só podia ser adquirida pelo site takaratomy.co.jp. onde as coleiras tradutoras só “falavam” o idioma Japonês.

Você também pode se interessar por:

Coleira Tradutora da Petpuls

coleira tradutora da Petpuls e seu aplicativo para celular em ação.

Pensando em facilitar a comunicação entre tutor e seus cães e, ao mesmo tempo mirando um mercado em expansão, uma empresa sul-coreana chamada Petpuls desenvolveu uma coleira especial.

Mas apesar de ter o mesmo objetivo da sua precursora japonesa, possui tecnologia diferenciada .

A coleira tecnológica foi equipada com um sistema de Inteligência Artificial (IA) capaz de interpretar os latidos do pet e “traduzir” para o dono a emoção que o bichinho estaria sentindo naquele momento.

Porém para conseguir desenvolver a coleira tradutora, a Petpuls usou como base os dados coletados de mais de 10 mil latidos de 50 raças de cães diferentes.

Surpreendentemente graças a estas amostras, a IA da coleira tradutora é capaz de reconhecer e interpretar cinco estados emocionais diferentes dos cachorrinhos: felicidade, tristeza, ansiedade, raiva e relaxamento.

Aliás ainda de acordo com os especialistas da empresa sul-coreana, este sistema de identificação tem precisão de até 80% de assertividade.

Além disso a inteligência artificial da coleira tradutora também monitora e analisa os movimentos corporais do pet e depois envia todos os dados para um aplicativo de celular que está disponível para as plataformas iOS e Androide.

Assim ao acessar o aplicativo os tutores podem consultar os resultados e descobrir como seu cão passa o dia, como está se sentindo e quanto de energia ou gasto calórico ele gasta.

Desta forma os donos que precisam controlar o peso e a qualidade nutricional do bichinho podem controlar melhor seus hábitos alimentares.

Porém a Inteligência Artificial da coleira tradutora executa também outras atividades.

Conforme o tempo passa o banco de dados da coleira acumula informações, aprendendo as características individuais do pet, tornando suas avaliações cada vez mais precisas e específicas.

De acordo com o CEO da Petpuls Vincent Kim “Os dados impulsionados por IA acumulados pela coleira podem criar relações mais significativas entre os cães e os humanos com os quais eles interagem regularmente como seus donos, cuidadores, passeadores e veterinários.

Embora a Petpuls esteja interessada em crescer junto com o mercado de “Pet Care” cuja tendência é uma valorização estimada em 40 bilhões de dólares para os próximos dois anos.

Eles também sabem que as coleiras tradutoras não serão acessíveis para todas as pessoas devido ao custo.

Mas apesar disto é um fato que a relação dos seres humanos com seus animais de estimação está mudando.

E a tecnologia chegou para agregar fazendo com que pets e tutores se conectem de um novo jeito e talvez de forma mais intensa.

Crédito de imagem: Pixabay

Comentários
Carregando...