Conheça 3 destinos impressionantes que futuros moradores de Marte poderão visitar

Não é de hoje que sonhamos em fazer viagens interestelares para conhecer de perto outros sistemas solares, em busca de um planeta que seja parecido com o nosso e possa até mesmo ter vida. Infelizmente, não fomos tão longe assim e apesar de termos uma estação espacial tripulada, o mais longe que astronautas já colocaram seus pés foi em nossa Lua.

O próximo destino será aterrissar no solo marciano com uma missão tripulada, já que a alguns anos, carros de pesquisa autônomos são enviados para o planeta e são responsáveis por enviar as centenas de imagens e informações que conhecemos até então.

Marte é um planeta com diversas características capaz de aguçar a nossa imaginação: possui grandes vulcões, gargantas profundas e crateras com características que indicam conter água. Parece ser um planeta perfeito para iniciar uma colonização e com certeza quem tiver a oportunidade de estar por lá, não pode perder a chance de visitar alguns pontos do planeta.

 

Olympus Mons

Vulcão Olympus Mons Marte

O primeiro destino é o vulcão Olympus Mons, que é conhecido como o ponto mais alto do planeta e o maior vulcão conhecido no sistema solar. O vulcão tem 22 quilômetros de altura e um diâmetro de 700 quilômetros. Um carro a 80 km de velocidade, levaria aproximadamente 9 horas para dar a volta completa.

Em seu cume, uma cratera de 85 km de diâmetro. Na Terra, o maior vulcão se chama Mauna Loa, localizado no Havaí, e mede 120 km (75 milhas) de diâmetro e se eleva 9 km acima do fundo do oceano.

Pelo seu enorme diâmetro, os visitantes não terão dificuldade de caminhar pelo vulcão pois sua inclinação é de apenas 5%. Pela presença de inúmeros canais de lava o Olympus Mons se caracteriza como um vulcão-escudo e sugerem que ele foi construído a partir de erupções, em grande parte de lava bastante fluida. Seu tamanho tremendo foi atribuído à estabilidade da crosta marciana e a um longo tempo de acumulação, possivelmente mais de um bilhão de anos.

 

Valles Marineris

Valles Marineris Planeta Marte

Outro ótimo destino é o Valles Marineris, que compõe um vasto sistema de cânions interconectados no planeta Marte. Os desfiladeiros se estendem na direção leste-oeste por aproximadamente 4.000 km ao sul do equador.

Cânions individuais têm tipicamente 200 km de diâmetro e paredes de 2 a 5 km de altura. No centro do sistema, vários desfiladeiros se fundem para formar uma depressão de 600 km de diâmetro e 9 km de profundidade.

A erosão, no entanto, também desempenhou um papel significativo na formação do cânion. Em alguns lugares, os cânions contêm sequências sedimentares espessas que podem ter sido depositadas em lagos que anteriormente ocupavam os cânions. Esses lagos mais tarde podem ter drenado catastroficamente para o leste, onde há evidências de grandes inundações.

Você também pode se interessar:

Cratera Schiaparelli

Cratera Schiaparelli Marte

A cratera de Schiaparelli é outro destino muito impressionante que os visitantes de marte poderão conhecer. Com 461 quilômetros de diâmetro, esta cratera se formou pelo impacto de algum meteoro.

Dentro da cratera é possível ver outras crateras causadas pelo impacto de outros meteoros. Cientistas identificaram as camadas de solo, que por miliares de anos foram se depositando pelo vento marciano, vulcões ou deposições sob água.

De fato, há muito mais o que conhecer no planeta Marte e diversos são os destinos que ainda estão para serem descobertos. Enquanto esse dia não chega, deixemos a ciência e nossa imaginação nos mostrar as possibilidades que um planeta inexplorado pode ter.

Então, gostou da matéria?

Que tal nos seguir também no Facebook e no Twitter? Assim poderá acompanhar ainda mais todos os assuntos publicados pela equipe do Mundo do Curioso a respeito de itens como Fatos curiosos, Bem estar, Saúde, Entretenimento, Ciência e Tecnologia entre outros relacionados ao mundo e suas peculiaridades.

 

Comentários
Carregando...