Covid-19 contamina zoológico de Nova York

Não é novidades que o coronavírus atinge animais e pessoas pelo mundo todo. Todavia os relatos de animais infectados e que apresentavam sintomas da covid-19 como tosse seca e dificuldade respiratória,foram contaminados por seus tutores também doentes.

Porém, recentemente, descobriu-se que a doença alcançou outros ambientes. Agora até os animais do zoológico de Nova York estão com covid-19 e apresentam os mesmo sintomas dos bichinhos de estimação.

Covid-19 no Zoológico do Bronx em Nova York

Os animais doentes são tigres malaios contaminados por coronavírus através de um tratador assintomático. De acordo com os veterinários que companham os animais, estes são os primeiros tigres infectados por coronavírus no mundo e, aparentemente, o primeiro caso de contaminação animal nos Estados Unidos.

Aliás, os Tigres malaios são duas fêmeas Nádia e Blue, mas apenas Nádia foi testada para covid-19 depois que vários felinos do zoológico começaram a apresentar sintomas de doença respiratória como tosse seca e dificuldade respiratória.

De acordo com os veterinários do zoológico, Nádia a tigresa de 4 anos, sua irmã Blue e mais três tigres siberianos e dois leões africanos, apesar de estarem doentes e com sintomas, devem se recuperar.

Ainda sim, conforme nota publicada pelo zoológico, os animais estão sendo constantemente monitorados desde 27 de março quando começaram a apresentar os sintomas,mas apesar de terem perdido um pouco do apetite estão dispostos e interagindo normalmente com seus tratadores, o que reforça a certeza de sua recuperação total rapidamente.

Todavia o Zoológico está fechado ao publico desde o dia 16 de março e a administração juntamente com os veterinários estão tomando todas as medidas necessárias para que outros animais não sejam contaminados pelo coronavírus.

Você também pode se interessar por:

Os primeiros animais contaminados por Coronavírus

Apesar dos níveis virais nos pets contaminados serem baixos, os animais também foram postos em quarentena juntamente com seus donos, por 14 dias.

Aliás, o primeiro pet a ser testado positivo para covid-19 foi em Hong Kong um cãozinhos da raça Spitz Alemão de 17 anos, que morreu em seguida ao resultado, porém os veterinários não conseguiram afirmar com certeza se o animalzinho morreu da doença ou em virtude da idade avançada.

Ainda segundo veterinários, o coronavírus canino e felino não são transmitidos para os seres humanos. Além disso, para os cães existe vacina conhecida como V8 ou V10 e a virose canina causa diarreia e em alguns casos tosse e um pouco de dificuldade respiratória mas não requer grandes cuidados.

Da mesma forma o coronavírus felino, que apesar de não ter vacina, causa peritonite infecciosa nos gatinhos mas não é transmitido aos seres humanos e os únicos cuidados são com a limpeza do local utilizados por ambos os animais para fazer suas necessidades e, com a higienização das mãos após o trato com pratinhos, tapetes higiênicos e caixas de areia.

Inegavelmente para as pessoas existe uma serie de recomendações feitas pela Organização Mundial de Saúde para evitar a doença que são lavar as mãos com frequência, cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar e manter distância de ao menos dois metros de pessoas que estejam tossindo ou espirrando e evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca.

Porém o vírus,novidade para os seres humanos, já é bem conhecida no meio veterinário pois era uma doença até então de origem animal, assim caso seu bichinho esteja apresentando sintomas similares aos citados, procure deixá-lo confortável com água e alimento a disposição.

Além disso o cantinho dele deve estar sempre limpo, a casa arejada e o tutor não deve se descuidar da higiene das mãos.

 

Créditos de imagem: Pixabay

Comentários
Carregando...