Duralex : marronzinho da infância dos brasileiros deixará de existir?

A Duralex, empresa que ganhou o gosto popular dos brasileiros ao vender louças “inquebráveis”, os famosos copos e pratos marronzinhos, decretou falência na última quinta-feira dia 24, em Orléans na França.

A notícia foi dada pela própria Duralex diretamente à imprensa e publicado no jornal “Le Monde”.

Com 75 anos de tradição e história, a vidraria francesa agora negocia o pagamento de suas dívidas com os funcionários que, ao todo somam 248 pessoas.

O Motivo da Falência

falido

De acordo com o CEO da Duralex francesa Antoine Ioannidès os problemas começaram em 2017 depois da troca de um forno específico e isto teria causado inúmeros problemas na linha de manufatura e gestão da empresa.

Além disso, a pandemia causada pelo coronavírus provocou uma queda de 60% das exportações, reduzindo significativamente o faturamento, pois representavam 80% do negócio.  

Contudo a realidade da Duralex francesa já estava difícil financeiramente desde 1997 quando ela foi vendida para um grupo empresarial da Itália que controlou a empresa até o ano de 2005.

Porém, três anos depois a Duralex voltou para a França ao ser adquirida pela atual administração que se manteve por vinte anos.

Você também pode se interessar por:

E o Brasil vai ficar sem os populares “marronzinhos” ?

Os clássicos conjuntos de louça de vidro marrom transparente, encontrados em praticamente todos os lares brasileiros, vão continuar presentes no dia a dia de qualquer um que deseje adquirir itens para sua casa.

A Duralex no Brasil não pertence a vidraria francesa desde 2011, pois foi adquirida pela Nadir Figueiredo, uma empresa sólida no mercado a 108 anos, tanto no Brasil como em toda a américa latina.

Desta forma a marca Duralex permanece ativa e sem alterações em todos os países da américa do sul.

opaline

Para os amantes dos eternos e inquebráveis marronzinhos, todos os itens clássicos da marca Duralex , exatamente idênticos aos lançados em 1945, estão disponíveis no site da Nadir Figueiredo.

Assim como a linha Duralex Opaline continuam sendo ofertados sem influência da Duralex Europeia.

Sabor de nostalgia

Certamente, não é só pela qualidade que as louças duralex ganharam espaço no Brasil e se tornaram quase uma unanimidade.

 No mercado desde 1945, um período marcado, principalmente, pelo fim da segunda guerra mundial e pelo surto da gripe espanhola recém contido.

Quando as pessoas estavam mais preocupadas em comemorar a paz e a sobrevivência dos entes queridos após tantos conflitos.

As louças da Duralex marcaram uma época de recomeços, estando presentes nos almoços e jantares, cafés da manhã e lanches da tarde dos brasileiros que conseguiram voltar para casa.

Atualmente os populares marronzinhos têm sabor de nostalgia. Sinônimo de café na casa dos avós, reunião de família e almoços de domingo para várias gerações.  

dura

Além de ter a vantagem de ser “inquebrável”, dependendo do piso onde caía, resistente a crianças e aquele amigo ou familiar mais desastrado.

Crédito de imagem: Bing Images e Pixabay

Comentários
Carregando...