Fatos e curiosidades sobre Pérolas, as jóias do mar

Pérolas, as jóias do mar que, na mitologia persa, devido a sua beleza, acreditavam serem as lágrimas dos deuses e para os chineses antigos, a luz da lua influenciava no nascimento e brilho destas jóias. No amor, elas também teriam grande poder. Cleópatra, em um banquete no século I d.C.,  triturou pérolas e as misturou com o vinho antes de beber, para impressionar Marco Antônio e o seduzir.

Na realidade, as Pérolas são uma reação de defesa de espécies especificas de ostras, pois somente a espécie Pteriidae, de água salgada, e as Unionidae de água doce, produzem essas jóias. Quando um corpo estranho, que pode ser um grão de areia, um fragmento de concha ou até mesmo um parasita, penetra na ostra ela cria um revestimento de tecido e, sobre ele, produz varias camadas de nácar. O processo de fabricação pode levar até três anos para gerar uma pérola de 12 mm.

 

Você também pode se interessar:

 

As Pérolas, as jóias do mar, podem ser vermelhas, cor de rosa, marfim e as mais raras: as pérolas negras do Taiti. Quando mais redondas, mais valiosas. Mas a maioria são irregulares ou em formas de gota, sendo perfeitas na sua imperfeição, inspirando pintores como Botticelli no seu quadro O nascimento de Vênus; inspirando paixões como na estilista Coco Chanel e seu amor por seu colar de seis voltas e fazendo do uso de pérolas falsas, um ícone da sua marca.

Já no campo da medicina, em países orientais como China e Japão, atualmente, é feito um pó com as pérolas e vendido como remédio para vitalidade e longevidade. Isso porque as pérolas possuem na sua composição 95% de cálcio e 5% de sais e outros materiais orgânicos. Funcionando como um excelente repositor de minerais, necessário para ossos e músculos.

A verdade, é que independente da cultura e do tempo; se usadas em colares, vestuário, como afrodisíaco ou  medicamento, as pérolas fascinam a humanidade por sua beleza, mistério e raridade.

Comentários
Carregando...