Frequência Schumann: saiba como ela está afetando seu corpo

Nas últimas semanas muitas pessoas relataram estarem se sentindo estranhas com sintomas incomuns como tontura, náuseas, dores de cabeça e enxaquecas constantes, entre outros sinais sem uma causa específica. Mas o que estaria causando tudo isso? Bem se você também é uma destas pessoas, então provavelmente você é sensível as alterações ocorridas na frequência Schumann. Sabe o que é isso? Então venha descobrir.

O que é a frequência Schumann

frequencia schumann

Tudo começou em 1952 quando Winfried Otto Schumann, um físico alemão, provou matematicamente, que a terra possui um campo eletromagnético gigantesco que vai do solo até 100km acima de nossas cabeças. Este fenômeno passou a ser chamado de Frequência Schumann e pulsa semelhante a um coração com uma frequência exata de 7,83 Hz.

Mas engana-se quem pensa que este fenômeno é algo recente, pois Nikola Tesla em 1892 ao estudar uma enorme tempestade elétrica, com inúmeros raios e trovões já havia detectado a presença desta curiosa frequência pulsante, também chamada de ressonância eletromagnética.

Contudo apesar de ser um fenômeno interessante, a frequência Schumann passou a ser vista como algo a ser estudado apenas por meteorologistas com o intuito de medir a incidência de descargas elétricas na atmosfera terrestre.

Então qual é a relação entre a frequência Schumann e os estranhos sintomas sofridos por muitas pessoas nas últimas semanas? Pois é, agora que começa a ficar curioso devido a descoberta da relação entre a fisiologia humana e a frequência Schumann

Você também pode se interessar por:

A frequência Schumann e o corpo humano

human skeleton 163715 1280

Inegavelmente a poucos anos os cientistas descobriram que a maioria dos seres vivos possuem no interior de suas células uma atividade elétrica de baixa frequência, que durante muito tempo passou desapercebida da ciência, até agora.

Aliás ficou provado que esta baixa frequência ou ELF “extremely low-frequency” pulsa entre 5 e 45Hz e sua origem ainda é desconhecida. Entretanto os pesquisadores notaram que este pulso elétrico parece reagir a frequência natural do planeta, a Frequência Schumann.

De acordo com os especialistas a presença da frequência Schumann na atmosfera terrestre afetou a evolução dos organismos vivos ao ponto de suas células desenvolverem uma atividade elétrica em seu interior e, qualquer desequilíbrio nestas frequências acaba sensibilizando de alguma forma os organismos.

Assim com base nestas informações não é de se surpreender que muitas pessoas estejam apresentando sintomas intensos sem estarem doentes como dores de cabeça constantes, tonturas, náuseas, fadiga, taquicardia, zumbido no ouvido, excesso de sono ou insônia entre tantos outros.

Pois a frequência Schumann que deveria pulsar em 7,83Hz em total equilíbrio com as frequências biológicas humanas, nas últimas semanas esteve variando de quase zero para 100Hz em questão de horas. Estranho, não é?

Bem, com toda a certeza estas repentinas variações abalaram o equilíbrio celular de todos os organismos, alterando o seu funcionamento e provocando os sintomas que muitas pessoas relataram sentir.

Isso porque segundo a hipótese publicada no artigo chamado “Schumann Resonances, a plausible biophysical mechanism for the human health effects of solar/Geomagnetic” a Frequência Schumann vibra numa frequência muito semelhante a vibração das células nervosas cerebrais, interagindo com elas e interferindo nos níveis de serotonina e melatonina do organismo, substâncias reguladoras dos ciclos de sono.

Assim o corpo humano sofre, pois precisa se readaptar a nível celular e isto causa modificações fisiológicas profundas, podendo alterar inclusive o DNA das pessoas, hipoteticamente. Afinal estes fenômenos ainda estão sendo estudados e analisados.

 Entretanto a comunidade cientifica mundial reconhece que a exposição do organismo humano a campos eletromagnéticos de baixíssima frequência e baixa intensidade alteram comprovadamente o funcionamento biológico do corpo, provocando efeitos claros a saúde humana.

Da mesma forma é um fato comprovado que a frequência Schumann está alterada e as razões destas mudanças ainda são um mistério para a ciência.

Porém muitos acreditam que a terra está sofrendo um “reset” energético, para começar uma nova fase evolutiva e obrigando aos seres humanos evoluir energeticamente também, vibrando numa nova frequência, que esperamos, traga mais saúde e paz.

Créditos de imagem: https://checamos.afp.com/cientistas-asseguram-que-terra-nao-esta-girando-mais-rapido-e-sim-freando-futuramente-inclusive-o ; pixabay.com imagem 163715-1280 jpg.

Capa: pixabay-com imagem 3630083-1920 jpg.

Comentários
Carregando...