O Ipê, a árvore mais corajosa da natureza

O Ipê é uma árvore de porte grande muito popular no Brasil devido a madeira e as suas flores, as primeiras a se abrirem colorindo o inverno. Entretanto existe uma lenda sobre a árvore que poucos conhecem.

Símbolo nacional

simbolo nacional

A alguns anos que a flor do Ipê é considerada um símbolo nacional. Quando começam a desabrochar no inicio de junho, além de encantar, marcam a chegada da estação mais fria do ano no país.

A palavra Ipê é um nome indígena de origem Tupi que significa “Casca dura“. Os índios tupis notaram esta característica da árvore ao usarem a madeira na produção dos seus arcos, empregados durante a caça e defesa pessoal.

Ipê, uma árvore nobre

Inegavelmente a excelente qualidade da madeira do Ipê se tornou evidente e passou a ser muito utilizada como matéria prima na fabricação de pisos, móveis e até instrumentos musicais como violões e pianos.

Além disso é considerada madeira nobre por ser forte, resistente a umidade e imune a muitos parasitas como cupins e formigas.

Desta forma sabe-se que qualquer objeto ou casa fabricada com a madeira do Ipê terá durabilidade e beleza.

Contudo a nobreza desta árvore não se restringe apenas a sua madeira, mas diz respeito também as suas belas flores em formato de clarim.

Em junho as primeiras flores a desabrochar são aquelas de cores roxas e rosas, seguidas das amarelas e por fim as brancas.

brancas

O Ipê perde todas as folhas neste período, ficando apenas os cachos de flores colorindo seus galhos acinzentados, criando um contraste ímpar, além de um cenário maravilhoso que dura até novembro.

Outra característica recém descoberta desta bela árvore são prováveis propriedade medicinais encontradas por cientistas norte americanos recentemente.

De acordo com a pesquisa ainda em andamento, uma das espécies de Ipê roxo teria potencial para eliminar células causadoras do câncer pulmonar e A substancia estaria presente na casca da árvore.

A nobreza desta linda árvore brasileira aparece até em uma lenda pouco conhecida, mas muito interessante, sobre a sua origem.

Você também pode se interessar por:

A Lenda do Ipê

Um dia Deus reuniu todas as árvores e pediu a cada uma delas que escolhesse quando gostaria de florescer e tornar a Terra ainda mais bonita.

As árvores ficaram muito felizes e escolheram a primavera, o verão e o outono para desabrochar suas magnificas flores.

Entretanto Deus notou que nenhuma optou pelo inverno. Curioso perguntou a elas o porque de evitarem a estação. Todas deram justificativas como muito frio, muito seco…

Deus então, calmamente, pediu-lhes um favor e teria dito: “Preciso que ao menos uma de vocês floresça no inverno, que seja corajosa ao enfrentar o frio, a seca e embelezar o mundo também no frio.”

Todas as árvores ficaram em silêncio, até que uma delas, a mais tímida mexeu seus galhos e folhas dizendo:” Eu aceito florescer no inverno!
Deus sorrindo perguntou: ” Qual seu nome?” e a árvore respondei baixinho: “ Me chamo Ipê, senhor!”


Deus então resolveu recompensar a coragem do Ipê concedendo-lhe vários presentes, e falou: “Por atender meu pedido farei com que floresça no inverno com várias cores, para que também no inverno o mundo seja colorido. Você também terá diferentes texturas e sua linhagem será enorme

Esta seria a explicação para encontrarmos Ipês amarelos, roxos, cor de rosa e branco.

Sem esquecer dos diferentes tipos de texturas como as do Ipê Amarelo da Casca lisa, do Cerrado e do Brejo. Além do Ipê Roxo Bola, da Mata e o Púrpura.

Inegavelmente o Ipê abrange todo o Brasil, possuindo uma grande variedade de gêneros e espécies especificas para cada região, do sul ao nordeste do país, felizmente.

Afinal que triste seria o inverno sem suas cores e beleza, seja quando suas flores brilham em cachos nos galhos finos como depois que caem no chão pintando a grama e a terra como um tapete.

tapete

Créditos de imagem: Bing Images e Pixabay

Comentários
Carregando...