O Monstro de Loch Ness: sonar capta algo gigante no fundo do lago


O mistério do monstro de loch Ness é um dos mais intrigantes da história humana. Inúmeros são os relatos de pessoas que dizem ter visto algo estranho como vultos e sombras enormes no lago. Agora um sonar ultramoderno detectou a presença de algo gigante nas profundezas. Seria o monstro de Loch Ness finalmente?

A Lenda do Monstro de Loch Ness

monstro lago ness

Surpreendentemente os relatos a respeito do monstro do lago Ness começaram em 565d.C. quando um missionário irlandês conhecido por São Columbano escreveu um curioso relato.

De acordo com o missionário, um morador da região estava nadando no lago Ness quando um enorme monstro surgiu.

Então São Columbano teria salvado o homem das garras do ser assustador apenas com o poder se sua voz.

Entretanto foi somente em 1880 que ocorreu o primeiro relato de avistamento considerado oficial do monstro de loch Ness.

A princípio o mergulhador profissional Duncan MacDonald tinha uma missão simples: mergulhar nas águas do Ness próximo ao Caledoniam Canal e localizar um navio de carga afundado.

Assim contratado pela empresa seguradora da carga, o mergulhador desceu ao fundo do lago onde encontrou o navio.

Porém no momento em que demarcava o local, Duncan viu uma enorme criatura, semelhante a um réptil, deitada sobre uma rocha próxima de onde estava.

Assustado, o mergulhador sinalizou para sua equipe que o puxassem de volta ao barco. Ao subir a bordo, surpreendeu a todos com a sua expressão apavorada e palidez extrema.

Ele chegou a contar para o grupo sobre o estranho monstro nas profundezas, mas como nada foi visto por eles a história apenas serviu de detalhe para a lenda já consolidada.

Então, após este incidente, Duncan MacDonald nunca mais voltou a mergulhar no lago Ness enquanto viveu.

A Famosa foto de 1934

foto wilson

Ainda que todos estes relatos tenham causado agitação e trazido fama ao Lago Ness, a lenda só alcançou fama mundial em 1933 quando o jornal local Inverness Courier fez uma reportagem sobre o misterioso monstro de Loch Ness.

De acordo com a reportagem, o monstro teria sido visto nadando nas águas escuras do Ness da mesma forma que os golfinhos fazem no mar, entrando e saindo com o dorso da água.

A matéria no jornal provocou uma verdadeira caçada a criatura. Todos queriam tirar uma foto ou captura-la para quem pagasse mais.

Aliás um circo chegou a ofertar um pagamento de 20 mil libras a quem trouxesse o monstro vivo.

Então em 19 de abril de 1934 o médico cirurgião R.K. Wilson tirou a foto mais famosa do monstro de Loch Ness.

A imagem apelidada de Surgeon’s photo ou a foto do cirugião, percorreu o mundo e levou a lenda do monstro aos quatro cantos do planeta.

Contudo em 1994 o ex-repórter Free lancer do jornal Daily Mail, Marmaduke Wetherell, confessou ter criado a fotografia famosa.

Originalmente nada mais era do que um brinquedo, um mini submarino, com um pescoço plástico.

O repórter inclusive disse ter usado o nome do Dr. Wilson para dar mais credibilidade na época para a foto. A fraude deixou a lenda um pouco abalada.

Porém antes que o mito da criatura caísse no esquecimento popular no ano de 2007 Gordon Holmes, um senhor de 55 anos, filmou uma estranha forma de vida, com 45 pés de comprimento, nadando nas águas do lago Ness.

Aliás esta teria sido a ultima vez em que o monstro do lago teria sido visto, até agora.

Você também pode se interessar por:

Sonar Capta Objeto Misterioso

sonar image
Daily Mail.co.uk

Com efeito em outubro deste ano, a bordo da embarcação turística The Spirit of Loch Ness, o capitão Mackenzie teve uma incrível surpresa.

O barco possui um sistema de sonar ultramoderno e o aparelho detectou um estranho objeto no fundo do leito do Lago Ness.

De acordo com o capitão, o objeto tinha cerca de 10 metros de comprimento ou 32 pés e estava a 170 metros de profundidade.

As águas do lago são turvas então fica impossível ver qualquer coisa nas profundezas sem um aparelho deste tipo.

Ainda segundo Mackenzie, o objeto ficou apenas alguns segundos ao alcance do sonar, pois o barco estava a uma velocidade muito alta, fazendo 10,7 nós.

Assim não foi possível dizer se o objeto estava em movimento ou não, mas como marinheiro experiente e acostumado a navegar pelo lago desde os 16 anos, Mackenzie afirma nunca ter visto nada igual.

O sonar detectou o objeto no meio do caminho para Invermoriston e o contato teria durado pouco mais de dez segundos.

Contudo segundo o especialista em sonar Craig Wallace, a imagem capturada pelo aparelho é totalmente autentica.

Com efeito um mês depois da estranha imagem, o The Sipirit of Loch Ness fez novas descobertas inacreditáveis.

O sonar do navio de turismo voltou a captar objetos nas profundezas do lago. Porém agora são dois, tão grandes quanto o primeiro e a cerca de 660 pés de profundidade, mais ou menos 200 metros.

Os especialistas, entre eles Craig Wallace, estudaram as imagens capturadas pelo aparelho mas ainda não sabem dizer o que pode ser.

Mas afirmam serem contatos genuínos e que merecem uma investigação mais aprofundada.

Assim como o capitão Mackenzie, todos os moradores da região acreditam que a lenda do monstro de Loch Ness finalmente tenha sido revelada.

Entretanto até que novos estudo sejam feitos, estes estranhos objetos subaquáticos servem para alimentar o mito do monstro do lago.

Em contra partida existem inúmeras teorias sobre o que poderia ser, desde cardumes de peixes à bancos de areia ou mesmo algum peixe muito grande ainda desconhecido.

Aliás já houve quem acreditasse que a misteriosa criatura podia ser um descendente do Plesiossauro, um dinossauro aquático que viveu no período Cretáceo.

Contudo, agora que estas novas provas chegaram, mostrando que existe ainda muitas coisas a serem desvendadas no lago. A lenda do Mostro de Loch Ness perdura, mais viva do que nunca.

Créditos de imagem: Pixabay e Bing Images

Comentários
Carregando...