Navios fantasmas reais e seus mistérios

Que o mar guarda muitos mistérios todos sabem e por isso estimula a imaginação, principalmente, se envolvem o desaparecimento de navios quando a única pista são os corpos deixados para trás. Os navios fantasmas reais são os mais interessantes, porque a maioria nunca teve seus segredos revelados.

Ourang Medan

Ourang Medan

Este misterioso navio fantasma holandês afundou na costa da Indonésia em junho de 1947 e de acordo com a história, tudo começou com um pedido de socorro bastante assustador, captado por dois navios norte americanos que estavam na região de Malaca.

O SOS enviado por código Morse pelo navio mercante, segundo os relatórios, dizia o seguinte: “Todos os oficiais inclusive o capitão estão mortos na sala de mapas e na ponte. Provavelmente toda a tripulação está morta…Vou…morrer”.

O navio que atendeu o chamado foi o Silver Star que quando abordou o navio encontrou uma verdadeira cena de terror, com os corpos da tripulação caídos no chão, os braços estendidos numa tentativa de se proteger de alguma coisa enquanto que nos rostos a expressão era de puro pavor. Até o cachorro da raça Pastor Alemão, mascote da tripulação, estava morto.

O SS Silver Star tentou rebocar o navio holandês mas um incêndio no compartimento de carca e depois uma explosão deixou claro que o navio estava afundando.

De acordo com os tripulantes foi necessário romper os cabos pois a embarcação estava condenada e tentar reboca-la acabaria por naufragar o Silver Star também. O que realmente aconteceu a bordo do SS Ourang Medan se tornou um mistério sepultado no fundo do mar.

Resolven

Resolven

O SS Resolven era um navio mercante que zarpou com onze pessoas a bordo, sendo quatro passageiros e sete tripulantes. Misteriosamente em 29 de agosto de 1884 a embarcação foi encontrada pelo navio HMS Mallard na ilha de Baccalieu no Canadá completamente intacto.

Então a tripulação do Mallard tentou fazer contato com o Resolven, porém sem resposta, o que motivou a tripulação a subir a bordo para averiguar o que estava acontecendo.

Inacreditavelmente encontraram o navio mercante com todas as luzes ligadas, na cozinha a mesa estava posta com comida fresca e o fogo estava aceso, porém sem sinal de nenhum tripulante.

O mais estranho, no entanto, era o diário de bordo do capitão que foi encontrado atualizado apenas seis horas antes do Mallard encontrar o navio.

Alguns dizem que o capitão tinha uma coleção de moedas de ouro e que haviam desaparecido, assim como o barco salva-vidas. Então como nada foi descoberto, o SS Resolven foi renovado e adquiriu uma nova tripulação para voltar a ativa. Todavia seus antigos tripulantes nunca foram encontrados e o mistério continua até hoje.

Você também pode se interessar por:

Sea Bird

Sea Bird

A embarcação chegou misteriosamente em Rhode Island encalhando na praia de Easton sozinho. O Sea Bird era um navio mercante e sua aparição aconteceu em 1750. Quando as pessoas da região notaram o navio e a falta da tripulação resolveram descobrir o que estava acontecendo.

Ao embarcarem  perceberam que todos os objetos pessoais da tripulação e passageiros estavam nas cabines, a carga também se encontrava a bordo, além disso, a refeição estava posta na mesa e uma chaleira fervia no fogão. Aliás dizem que os únicos seres vivos presentes foram um gato e um cachorro, talvez mascotes da tripulação ou de algum passageiro.

De acordo com as autoridades locais não havia sinais de luta no navio e tudo o que estava faltando era um bote salva-vidas, porém ao procurarem o diário de bordo do capitão, a ultima anotação dizia: “Brenton Reef avistado” e nada mais.

Como as investigações foram inconclusivas e ninguém nunca foi encontrado, dizem que o proprietário do navio foi autorizado a recuperar a carga e retomar a embarcação, que aparentemente, teve o nome alterado para poder continuar navegando sem o estigma do mistérios dos desaparecimentos.

Mary Celeste

Mary Celeste

O Mary Celeste, foi lançado ao mar pela primeira vez em 1831 com o nome de Amazon, mas devido a dois incidentes estranhos quando o primeiro capitão morreu afogado antes de tomar posse do navio e o segundo logo após a viagem inicial, os donos o venderam e o nome da embarcação foi alterado para Mary Celeste.

O Navio mercante sob novo nome e com Benjamin Spooner Briggs como capitão, zarpou de Nova York rumo a Gibraltar em 5 de novembro de 1872, mas nunca chegou ao seu destino. Cerca de um mês depois a embarcação foi avistada próximo aos Açores pelo navio Dei Gratia sob o comando do capitão David Reed Morehouse, casualmente amigo do capitão Briggs.

Entretanto ao se aproximar, o capitão Reed descobriu que o Mary Celeste estava vazio, com todos os pertences a bordo, tanto as coisas pessoais da tripulação; como a carga, cerca de 1700 barris de álcool industrial.

Segundo o capitão do Dei Gratia as únicas coisas que estavam faltando era o bote salva-vidas, instrumentos de navegação, documentos do navio e as pessoas ao todo sete marinheiros, além do capitão Briggs, sua esposa e filha de 2 anos.

O compartimento inferior do navio estava água e uma das hipóteses cogitadas na época é que os tripulantes fugiram por acreditar que a embarcação estava afundando, mas o fato de nunca terem reaparecido ou dado noticias é um mistério.

Ainda existem muitas outras histórias sobre navios fantasmas circulando pelo mundo, mas estes são os mais famosos e cheios de mistério. A maioria talvez nunca chegue a ser desvendada, entretanto essas histórias transformadas em lendas, valem a pena conhecer.

Crédito de imagem: Bing Images e Pixabay

Então, gostou da matéria?

Que tal nos seguir também no Facebook e no Twitter? Assim poderá acompanhar ainda mais todos os assuntos publicados pela equipe do Mundo do Curioso a respeito de itens como Fatos curiosos, Bem estar, Saúde, Entretenimento, Ciência e Tecnologia entre outros relacionados ao mundo e suas peculiaridades.

 

 

 

Comentários
Carregando...