Os 2 novos vírus gigantes descobertos no Brasil

Os novos vírus gigantes descobertos no Brasil são o Tupanvirus e o Yaravírus brasiliensis, ambos encontrados em ambientes aquáticos. Os nomes vem de lendas indígenas pois Tupan era o deus do povo Tupi-Guarani e se manifestava através do som do trovão e Yara a sereia que habitava o rio amazonas e seduzia os pescadores. Os Vírus gigantes foram descobertos pelos pesquisadores Jônatas Abrahão, virologista da Universidade Federal de Minas Gerais, Bernard La Scola, da Universidade de Aix-Marseille na França e Ivan Bergier pesquisador da Embrapa Pantanal.

Os novo vírus Tupanvírus

Inesperadamente as duas formas de  Tupanvírus foram encontrados em tipos diferentes de ambientes aquáticos em condições extremas de sobrevivência semelhantes às que deram origem às primeiras formas de vida na Terra, bilhões de anos atrás. O primeiro Tupanvírus foi identificado ao sul da região do Pantanal nos sedimentos de uma salina localizada numa fazenda em Nhecolândia, no Corumbá. Entretanto o segundo tipo foi identificado no oceano numa profundidade de 3 mil metros, na costa do Rio de Janeiro por um robô da Petrobras enquanto coletava sedimentos marinhos.

Segundo Ivan Bergier “Ao invés de identificar os microrganismos extremófilos, vinculados ao metabolismo das salinas, a surpresa foi encontrar um vírus que possui material genético similar ao de archaea, bactérias e eukarya”… “A inovação mora no acaso”, completa.

Tupanvírus
Fotografia: Jônatas Abrahão

Surpreendentemente, o Tupanvírus somente infecta amebas de diferentes tipos e como a ameba é um dos organismos mais antigos do planeta os cientistas levantaram a hipótese de que este vírus seja tão antigo quanto elas ,podendo ser considerado o elo perdido dos vírus na história da evolução destas espécies.

O novo vírus Yaravírus Brasiliensis

Descoberto na lagoa da Pampulha em Minas Gerais pelos mesmos pesquisadores  Jônatas Abrahão e Bernard  La Scola, o Yaravírus assim como seu similar Tupanvirus, possui um DNA 90% desconhecido dos cientistas. Um genoma completamente inédito e desta forma não podem ser comparados com nada já existente na base de dados cientifica.

O novo vírus para poder ser identificado como um agente viral, foi preciso comparar suas partículas de DNA  com dezenas de amostras oriundas de outros tecidos, tanto humanos como animais. Além disso, estes vírus enormes possuem o tamanho de bactérias podendo serem observados através de um microscópio comum, feito impossível com os vírus em tamanho normal.

Ao mesmo tempo são donos de uma genética muito complexa diferente de qualquer outro vírus. Segundo os pesquisadores isto só prova que ainda exitem grande variabilidade nos genes virais. No intuito de decodificar o genoma sofisticado destes organismos foi preciso criar um programa de computador capaz de prever quais os genes o formariam  de uma sequência irreconhecível.

 

Você também pode se interessar por:

 

Novos vírus gigantes descobertos no Brasil

Em suma, no que se refere aos novos vírus gigantes descobertos no Brasil, eles foram uma feliz surpresa para a comunidade cientifica. Afinal descobrir organismos ainda não classificados nem catalogados,um genoma inédito e averiguar que têm a capacidade de realizar reparos no seu próprio DNA. Aliás tudo em virtude da habilidade de sintetizar proteína. Ou seja são capazes de se replicar e ainda fazer a transcrição e tradução dos próprios genes.

Em contrapartida, pensava-se que os vírus, antigamente, não eram exatamente seres vivos independentes nem tão complexos. Mas seres parasitas cuja única função era infectar seu hospedeiro no intuito de sobreviver. Entretanto com o tempo esta visão foi mudando e os vírus adquiriram grande importância no meio cientifico.

De fato, estes estudos tem o objetivo de descobrir quais vírus são fundamentais para o equilíbrio do ecossistema e quais tipos de vírus são importantes para o ser humano no intuito de nos manter saudáveis, além de identificar novos vírus nocivos. Certamente,assim como ocorreu a descoberta destes novos organismos com genomas desconhecidos, outros mais irão surgir. No entanto, no que se refere ao Yaravírus e ao Tupanvírus, ambos são inofensivos para os seres humanos, não representando nenhum risco às pessoas.

 

Crédito da imagem: pxhere

 

 

 

Comentários
Carregando...