Por que pessoas ainda não foram a Marte?

Como em qualquer grande exploração humana, haverá vários obstáculos que precisam ser superados quando enviarmos pessoas a Marte. O primeiro grande obstáculo é construir uma espaçonave que possa levar uma tripulação a Marte com segurança.

Por estar próximo à Terra, os astronautas que ficam na Estação Espacial Internacional (ISS) podem receber suprimentos de comida, água e outras provisões. Porém, uma viagem a Marte levaria de seis a nove meses, dependendo do alinhamento entre a Terra. E toda essa distância, faria necessário uma espaçonave com capacidade de armazenamento de suprimentos muito maior, para manter o bem-estar de toda tripulação até o envio de uma nova carga.

 

O custo de ir até Marte

Na Terra, somos protegidos do sol pelo campo magnético, sendo que no espaço podemos ser expostos à radiação solar e cósmica, que danifica as células do corpo humano e aumenta  o risco de câncer.

Ficar em um ambiente sem gravidade por um longo período, pode fazer coisas estranhas acontecerem ao corpo humano. Quando entramos no  ambiente espacial, da gravidade zero, a primeira coisa que acontece é que os fluidos corporais, que na Terra são “puxados” para os pés, se reduzem e se concentram na direção da cabeça ao peito.

Outros efeitos graves incluem alterações nos ossos e músculos. No espaço, a densidade óssea reduz cerca de 1% e a massa muscular aproximadamente 3% ao mês. Isso é semelhante aos níveis perdidos em um ano inteiro durante o processo de envelhecimento de pessoas idosas na Terra.

Perder essas quantidades de ossos e músculos pode não parecer um grande problema no espaço. Em condições de gravidade zero, os seres humanos podem realizar proezas aparentes de força sobre-humana, como um astronauta mover um satélite com suas próprias mãos. Ao entrar novamente em um ambiente de gravidade, a perda de músculos e ossos reduz o desempenho físico aumentando a  chance de uma fratura .

Hoje, a solução utilizada para combater esses efeitos é o exercício físico. Os astronautas da ISS se exercitam por cerca de 2,5 horas por dia, fazendo uma mistura de exercícios cardiovasculares (ciclismo, corrida), resistência ou musculação. No entanto, mesmo com essa quantidade de exercício, a capacidade física dos astronautas  diminui em até 25% em apenas seis meses , por isso é provável que as equipes cheguem a Marte em uma condição fraca e frágil.

 Você também pode gostar:

Uma viagem só de ida?

Uma vez na superfície de Marte, as equipes serão expostas à gravidade novamente. A gravidade em Marte é de aproximadamente um terço da gravidade terrestre. Isso significa que se movimentar na superfície do planeta Marte será muito mais fácil do que na Terra. Porém, é possível que a tripulação não recupere a musculatura e ossos perdidos durante a jornada de ida até Marte. A preocupação, caso não consigam recuperar músculos e ossos  na superfície de Marte, é que não resistiriam a viagem de retorno para casa.

Dentro de diversos senários possíveis, os cientistas estão procurando alternativas para manter os astronautas saudáveis ​​durante a exploração espacial a longo prazo. Dispositivos de gravidade artificial, que imitam a gravidade da Terra durante a viagem a Marte, estão sendo desenvolvidos.

Solucionados alguns obstáculos, os tripulantes conseguirão suportar a longa viagem de ida e volta a Marte com saúde, garantindo que não seja uma viagem só de ida.

Imagem: pxhere

Curioso por mais matérias como esta? Navegue pelo site do Mundo do Curioso ou acesse nossas redes sociais no Facebook e Twitter.

Comentários
Carregando...