Porque os cheiros nos fazem reviver lembranças antigas de modo intenso?

De repente ao sentir um odor especifico  somos transportados de surpresa para um dia da infância na casa dos avós, lembramos de um familiar, já falecido, de forma nítida como se estivesse ao nosso lado e tem aquele cheirinho delicioso do bebê que as mães nunca esquecem. Mas porque os cheiros nos fazem reviver nossas lembranças de maneira tão intensa? Descubra a razão de nossa memória olfativa ser tão poderosa.

Memória Olfativa

Memória olfativa

A memória olfativa é mais intensa do que as lembranças provocadas pelos demais sentidos como o tato, audição ou a visão. Isso acontece com o sentido do olfato porque ele está diretamente conectado ao nosso sistema límbico no córtex cerebral, ou seja, o cérebro processa os aromas na mesma região onde armazenamos nossas memórias e emoções, assim relacionamos os cheiros com lembranças e sentimentos específicos que podem ser bons ou ruins.

Aliás o olfato ocupa apenas 1% de toda a atividade cerebral mas devido ao caminho que os odores precisam fazer para alcançar o cérebro, passando por todos os filtros das mucosas nasais, seu processo pode ser lento mas seus efeitos são eternos na memoria.

Contudo o processo oposto acontece com os sentidos da visão, tato e audição pois apesar das informações geradas por eles serem imediatamente transmitidas ao cérebro, as impressões não ficam gravadas de forma tão duradoura na memória.

Mas e o paladar? Este sentido funciona de forma diferenciada pois precisa do olfato para realizar suas funções sensoriais plenamente. Sem o olfato, o paladar consegue mandar ao cérebro informações de temperatura e textura dos alimentos, porém para que ele reconheça o sabor do que está sendo ingerido precisa do sentido olfativo trabalhando junto.

Desta forma o sabor assim como os odores são registrados na mesma região cerebral, mas de maneira um pouco alterada por isso desencadeiam gatilhos de memória diferentes.

Conseguimos provar certos pratos e associar o gosto com  as emoções e daí surgem os chamados alimentos com “sabor de infância”, aqueles feitos por nossos entes queridos ou que costumávamos comer com frequência neste período da vida.

São necessários apenas alguns segundos e o aroma certo nos faz reviver um amor, uma saudade ou mesmo uma experiência dolorosa. Somente o olfato no permite reconhecer e diferenciar mais de 10 mil aromas e assim resgatar lembranças intensas com riqueza de detalhes.

sentido do olfato

Por exemplo, que mãe esquece o perfume delicioso que só os filhos tem quando pequenos? Ou 0 cheirinho daquele bolo especial que só as avós sabem fazer.

Porém também existem as associações ruins como vitimas de violência que durante a agressão guardam para sempre o cheiro do agressor ou do ambiente em que estavam, podendo reviver todo o incidente quando em contato com estes odores novamente.

Os especialistas em neurociência acreditam que a memória olfativa é tão poderosa porque, além de estar associada ao sistema límbico responsável por nossas emoções, atua na região do cérebro responsável pelas memórias de longa duração, assim a memória olfativa age como uma poderosa máquina do tempo individual, basta o estimulo do cheiro certo.

Você também pode se interessar por:

Aromas Especiais

Cheiros especiais

Assim como o cheirinho de chuva, do pão recém saído do forno ou do perfume de um desconhecido passando por nós na rua, podem desencadear a memória olfativa e trazer de volta um dia importante ou uma pessoa querida.

Aromas especiais usados de forma especifica podem produzir um tipo diferente de memória olfativa e curar algumas patologias como ansiedade, stress e depressão.

Para isso um profissional em aroma terapia faz uma avaliação das necessidades individuais de cada cliente e fornece um óleo aromático para ser usado em momentos específicos do dia como nas horas de descanso, de estudos ou mesmo antes de sair.

A memória olfativa atua e reagimos aos aromas conforme os usamos, ou seja, se alguém utiliza o cheiro de lavanda no quarto para ajudar a dormir, provavelmente sempre que sentir este odor irá relaxar e se tranquilizar onde estiver.

Assim como, se usar o cheiro de canela como estimulante, dando mais energia para o dia a dia, sempre que sentir o cheiro do condimento se sentirá revigorado.

Outra forma de usar a memória olfativa surgiu a alguns anos com uma técnica nova de marketing, chamado marketing olfativo.

O aroma escolhido para fazer parte do ambiente comercial é pensado em atrair, acolher e por fim conquistar o cliente de tal forma que o cheiro se torne sinônimo da marca. Assim o individuo sempre que sentir o aroma, esteja onde estiver, vai se lembrar do produto ou loja onde esteve de forma positiva, normalmente.

Um exemplo de loja que usa com excelência essa técnica olfativa é uma marca que vende roupas de cama. A loja tem seu ambiente perfumado de forma personalizada e suas peças vendidas também chegam com o mesmo perfume na casa dos clientes ou podem ser adquiridos na própria loja.

Além disso, por ser um aroma bastante agradável, a marca investiu em uma linha de aromatizadores de ambiente, roupas de cama e sabonetes para serem adquiridos pelos clientes cativados pelo perfume e faz grande sucesso.

Memória olfativa: crie as suas

Crie lembranças

Existem maneiras simples e divertidas de criar você mesmo suas memórias olfativas ou de criar para sua família. Por exemplo naquela viagem dos sonhos escolha um perfume e use-o durante toda a viagem, certamente anos depois sempre que sentir o cheirinho do perfume irá se lembrar da maioria dos detalhes deste passeio.

Outra forma de criar memórias eternas é colocar no quarto das crianças um difusor com um aroma relaxante como camomila, lavanda ou vetiver e fique uns minutos com eles contando uma história antes de dormir.

Fazendo isso por um certo período de tempo, ao crescerem, toda vez que sentirem o aroma usado vão lembrar nitidamente destes momentos.

A memória olfativa é visceral, eterna e quando estimulada de forma positiva, gera lembranças felizes para a vida toda, além de criar vínculos com entes queridos mesmo quando não estão mais ao nosso lado.

 

Créditos de imagem: Bing Images e Pixabay 

Então, gostou da matéria?

Que tal nos seguir também no Facebook e no Twitter? Assim poderá acompanhar ainda mais todos os assuntos publicados pela equipe do Mundo do Curioso a respeito de itens como Fatos curiosos, Bem estar, Saúde, Entretenimento, Ciência e Tecnologia entre outros relacionados ao mundo e suas peculiaridades.

 

 

 

 

 

Comentários
Carregando...