Portaria remota como funciona?

Table Of Contents

Morar em um condomínio tem se tornado cada vez mais comum aqui no Brasil e nas cidades grandes a quantidade de edifícios comerciais não para de aumentar. Esse tipo de moradia tem vários benefícios e também funciona como uma espécie de entidade, já que normalmente os prédios são muito grandes e necessitam de uma administração. 

Além do síndico do condomínio, outro funcionário muito importante para garantir o funcionamento do conjunto residencial é o porteiro, que trabalha controlando o acesso de pessoas no prédio. 

Entretanto, infelizmente esses funcionários ficam expostos ao risco de sofrer com alguns tipos de situações ruins, já que estão vulneráveis a qualquer um que chegue no ambiente. Por isso, surgiu a portaria remota, uma tecnologia que ajuda bastante a vigilância de condomínios. Nesse contexto, o artigo de hoje vai falar sobre essa tecnologia e como ela pode ser muito vantajosa, confira:

O que é portaria remota?

A portaria remota trata-se de uma tipo de tecnologia inovadora que foi inventada com objetivo de favorecer a segurança dos condomínios que a utilizam. Com ela, é possível ter um controle do acesso de visitantes e prestadores de serviços para dentro do condomínio sem a necessidade de estar cara a cara com esses indivíduos, ou seja, é um sistema de controle à distância. Como os condomínios funcionam como residências, o mínimo que os condôminos esperam é que eles possam se sentir confortáveis e seguros quando estiverem na sua casa. 

Por isso a portaria remota está sendo usada com mais frequência nesses prédios. Além de automatizar a vigilância do condomínio, essa tecnologia aumenta a proteção para os porteiros, que não precisam mais ficar vulneráveis ao contato próximo com os visitantes. Isso também é muito importante no momento de pandemia que estamos passando agora, promovendo o distanciamento social e preservando a saúde dos condôminos e dos funcionários.

Como funciona uma portaria remota?

A portaria remota usa a tecnologia como aliada e seu funcionamento é bastante prático e inovador. Quando os visitantes chegam ao condomínio, eles pressionam uma campainha que chama a atenção do porteiro e estabelece uma conversa por meio da portaria eletrônica. Na hora, o porteiro pode avisar ao condômino usando o interfone, aplicativo para smartphone ou telefone, e confere se aquele visitante pode ou não entrar no condomínio. Todo o processo acontece através da internet.

O mais inovador acontece no momento da entrada dos moradores, que podem se cadastrar no sistema de identificação pessoal da portaria eletrônica, cadastrando sua impressão digital, cartão magnético ou os famosos QR Codes. Isso mostra como esse tipo de inovação está tentando usar todas as tecnologias disponíveis no momento, a fim de facilitar o acesso dos moradores ao seu condomínio. 

Você também pode se interessar por:

Esse sistema só vai funcionar como deve se o condomínio contratar uma empresa que seja especialista nesse setor e também comprar outra série de aparelhos que compõem o sistema, como câmeras de segurança atuais e a conexão com internet, que permite que as imagens das câmeras sejam transmitidas para o porteiro em tempo real. Além disso, esse sistema também exige manutenções, a fim de evitar falhas e permitir que o sistema funcione plenamente.

Qual o custo de uma portaria remota?

O valor de uma portaria remota vai oscilar bastante conforme uma série de fatores influentes, como número de entradas no condomínio e até mesmo a cidade em que o conjunto residencial fica localizado. A média de preço da obtenção e instalação de uma portaria remota fica entre R$ 4.500 e R$ 7.000 por mês.

Mesmo sendo um preço considerado alto, esse tipo de tecnologia à distância permite que o condomínio economize bastante dinheiro que seria gasto em outros tipos de necessidades, como a folha de pagamento e as legislações e direitos dos funcionários do prédio. O que não faltam são relatos de condomínios que economizaram milhares de reais no ano depois de implementar esse tipo de sistema.

Qual a diferença entre Portaria Virtual e Portaria remota?

Na portaria virtual, os visitantes que chegam ao condomínio não precisam estabelecer contato com o porteiro do prédio, pois eles falam diretamente com os moradores através do interfone ou telefone. Isso descarta completamente a necessidade de ter um porteiro ou qualquer funcionário do tipo. O acesso ao prédio pode ser liberado pelo morador estando ele em casa ou não, através da internet. Os portões podem ser abertos usando chaveiros inteligentes, senha de acesso, biometria, etc. O condômino também pode acompanhar a imagem da câmera de segurança em tempo real, por meio do seu interfone no apartamento. 

Entretanto, existem alguns problemas relatados após a contratação desse tipo de portaria. O principal deles é a instabilidade do sistema, que pode falhar devido a oscilação da rede de internet na qual a portaria é completamente dependente. Além disso, não ter um monitoramento assistido por um funcionário pode causar muita dor de cabeça ao síndico, que nunca vai saber se o sistema parou de funcionar ou não. Infelizmente, algumas tecnologias ainda precisam de um ser humano monitorando-as para que funcionem como deveriam.

Quanto custa um vigilante terceirizado?

Você já sabe o preço da portaria remota, agora deve estar se perguntando se sairia mais em conta contratar uma portaria terceirizada.  Hoje em dia a média de salário de um vigilante terceirizado é de aproximadamente R$ 1.699,28 por mês. Agora, considere que você vai precisar de mais de um vigilante de acordo com o tamanho do condomínio e da quantidade de portarias no prédio. Isso mostra como a portaria terceirizada pode acabar saindo muito mais cara do que usar a portaria remota, com apenas um porteiro. Além disso, a portaria remota descarta bastante os riscos de falha humana e garante a segurança máxima dos moradores e dos funcionários do condomínio.

Vantagens de ter uma portaria remota

São inúmeras as vantagens de adotar esse tipo de tecnologia para o condomínio. Primeiro, com os altos riscos de assaltos e furtos, não ter um porteiro fisicamente presente na entrada dos visitantes reduz muito as chances dele ser rendido por assaltantes ou de sofrer algum tipo de violência física grave. O condomínio também vai economizar muito mais dinheiro, o que facilita a redução da taxa de condomínio e descarta a necessidade de treinamento de vigilantes e de vários porteiros. Os conflitos enfrentados entre moradores e porteiros também são reduzidos, já que eles não vão ter um contato direito o tempo inteiro. Ademais, o sistema de monitoramento virtual funciona 24 horas por dia e é mais estável que outras soluções semelhantes.

Vale a pena investir em portaria remota?

Claro que sim. Esse tipo de tecnologia é muito interessante para condomínios que sejam de médio porte, com algumas entradas e que vai economizar muito dinheiro sem precisar contratar vários porteiros físicos. Além disso, o que mais se destaca na portaria remota é a promoção da segurança, tanto para os funcionários quanto para os moradores. Os condôminos também tem total controle do acesso a sua moradia, deixando-os muito mais tranquilos com a segurança 24 horas por dia nos 7 dias da semana.

A Gaboardi e Gomes fica muito feliz de compartilhar informação de qualidade com o povo de São Paulo, atualmente possui administração de condomínios em vila mariana, e administração de condomínios em pinheiros.

Comentários
Carregando...