Quem sofre de rinite alérgica faz parte do grupo de risco da Covid-19?

Durante a pandemia muito se falou a respeito dos grupos de risco, pessoas que possuem a saúde debilitada em virtude da atuação de outras doenças presentes ou, que deixaram sequelas graves, tornando-as mais suscetíveis a ter complicações e mesmo vir a óbito caso contraiam a Covid-19. Porém, isto gerou dúvidas se quem sofre de rinite alérgica faz parte do grupo de risco.

De acordo com os órgãos oficiais como a Organização Mundial de Saúde, OMS, não existe nenhum documento clinico divulgado que afirme que os indivíduos portadores de rinite façam parte do grupo de risco.

Aliás a OMS inclusive não cita essa enfermidade em seus documentos oficiais que abordam os grupos de risco da Covid-19. Mas para entender melhor é preciso saber a diferença entre rinite e Sars- CoV-2.

Entendendo o que é Rinite

Rinite

Rinite é uma inflamação das mucosas nasais causada por diversos fatores, cujos sintomas são nariz entupido, coriza, espirros, alterações do olfato e coceira nos olhos,na garganta e nariz. Geralmente estes sintomas duram por algumas horas podendo se estender por dois ou mais dias consecutivos.

Inegavelmente a rinite precisa de um agente causador da irritação chamado de alérgeno que pode ser poeira, mofo, pólen e pelos de animais, entre outros.

Assim a irritação acontece quando a mucosa nasal entra em contato com o alérgeno, ou seja, é uma reação imunológica do corpo a partículas inaladas que são consideradas estranhas, pois o nariz é a porta de entrada para o ar e para as substâncias carregadas por ele como pólen, poeira entre outras.

Ele tem a função de filtrar as impurezas, além de umidificar e aquecer o ar que vai chegar aos pulmões. A reação alérgica é uma reação exagerada do sistema imunológico a estas substancias normalmente inofensivas ao organismo.

Mas estas reações não enfraquecem o sistema de defesas do corpo contra outros agentes patogênicos como vírus ou bactérias

Sars-CoV-2 e a Covid-19

Vírus da covid

O novo coronavírus o Sars- CoV-2 que causa a Covid-19, aos contrario da rinite, é uma doença grave infecciosa e que tem a capacidade de afetar vários órgãos.

Ademais o vírus pode penetrar no corpo de muitas formas e nas células de tecidos de vários órgãos, sendo o pulmão o mais afetado.

Desta forma o o Sars-CoV-2 sobrecarrega o sistema imunológico inteiro deixando o corpo sem proteção contra outras doenças oportunistas como a pneumonia.

Além disso existem as comorbidades que são situações onde a saúde do individuo já está debilitada, por exemplo a diabetes e a obesidade, que apesar de não afetarem o sistema respiratório, desequilibram a imunidade além de prejudicar a circulação sanguínea, facilitando a atuação do agente infeccioso dentro do organismo.

Você também pode se interessar por:

  Rinite alérgica X Grupo de risco

Grupos de risco

O processo da Rinite é uma reação que atinge somente as mucosas nasais e não tem a capacidade de atuar e prejudicar outros órgãos e tecidos do corpo como os pulmões.

A inflamação é localizada não enfraquecendo a imunidade física do alérgico. Portanto não entra no grupo de risco da pandemia.

Entretanto, diferente da alergia, a Covid-19 causada pelo coronavírus fragiliza o sistema imunológico porque o sobrecarrega deixando o corpo sem proteção.

Além disso utiliza células de vários tecidos diferentes e saudáveis pra se espalhar pelo organismo.

Porém, se as pessoas que sofrem de rinite não estão no grupo de risco, o mesmo não se pode dizer de quem sofre de Doença Pulmonar Obstrutiva, DPOC, e Asma.

Inegavelmente indivíduos que sofrem de asma, ou DPOC fazem parte do grupo de risco pois possuem uma condição pulmonar fragilizada por essas comorbidades o que pode culminar em uma perigosa sobrecarga ao sistema respiratório caso sejam infectados com a Covid-19, levando a um maior risco de morte.

Assim sendo é preciso deixar bem claro que o processo alérgico não causa queda de imunidade e portanto as pessoas que sofrem de Rinite não fazem parte do grupo de risco.

Mas se possuírem asma, DPOC ou qualquer outra doença que deixe o organismo frágil então devem tomar todas as medidas de prevenção.

Por exemplo o uso de máscaras ao sair, higienizar as mãos corretamente e se possível seguir a quarentena, ficando em casa.

Então, gostou da matéria?

Que tal nos seguir também no Facebook e no Twitter? Assim poderá acompanhar ainda mais todos os assuntos publicados pela equipe do Mundo do Curioso a respeito de itens como Fatos curiosos, Bem estar, Saúde, Entretenimento, Ciência e Tecnologia entre outros relacionados ao mundo e suas peculiaridades.

Comentários
Carregando...