Ter um pet depois dos 50 pode fazer você viver mais

Tido como o melhor amigo do homem, os cachorros conquistam o coração de quem os tem. Ter um pet depois dos 50 anos pode fazer você viver mais, sejam eles grandes ou pequenos; peludos ou não, a alegria contagiante que um cachorro demonstra ao ver seu dono pode ser a solução para grande parte de seus problemas. Teve um dia ruim? Abrace seu cachorro. Sem ter o que fazer? Passeie com seu cachorro. Se sentindo sozinho? Converse com seu cachorro, ele vai prestar atenção em você.

Um estudo realizado pelo Institute for Healthcare Policy and Innovation da Universidade de Michigan, deixa claro que ter um animal de estimação na família realmente faz com que você tenha grandes benefícios a saúde, agora, se você tem mais de 50 anos, tenha certeza que os benefícios serão muito maiores.

Foram coletados dados de aproximadamente 2.000 pessoas com idades entre 50 e 80 anos em outubro de 2018. A maioria deles (55%) tinham animais de estimação, sendo que grande parte cães (68%), outra parte (48%) gatos e uma pequena parte (16%), pequenos animais como pássaros ou hamster.

 

Você também pode gostar:

 

Ter um amiguinho peludo deixou claro aos pesquisadores o bem-estar proporcionado no dia a dia dessas pessoas. E o resultado mostrou que aproximadamente 88% dos donos de animais de estimação passaram a aproveitar mais a vida, outros 86% se sentiam mais amados com seus pets, 79% se sentiam muito menos estressados, 62% passaram a manter uma rotina mais disciplinada nos seus dias e 73% relataram que passaram a ter um senso de propósito em suas vidas por serem responsáveis por seus companheiros peludos. Grande parte dos entrevistados disse que seus animais de estimação os ajudavam a se relacionar com outras pessoas, os tornando mais ativos fisicamente e consequentemente diminuindo sua dor física ou emocional.

Mas nem tudo é mil maravilhas, grande parte dos entrevistados, (54%) relatou que ter um animal de estimação, dificultava viajar ou sair de casa por períodos multo longos e outros 18% afirmavam que precisavam fazer ajustes em seus orçamentos para manter seus pets.

Um a cada seis donos de animais de estimação priorizavam a saúde deles, outra pequena parte (6%) afirmaram que seus animais de estimação provocaram quedas ou machucados. Outras pesquisas ainda relataram que alguns cães podem farejar o início de uma convulsão, alertar em estágios de câncer iniciais e até mesmo pessoas com diabetes.

Tudo isso deixa claro que antes de tomar a decisão de se tornar dono de um animal de estimação, deve-se levar em conta algumas desvantagens e sacrifícios que serão necessários fazer. Apesar disso, chegar em casa e ter seu melhor amigo abanando o rabo de tanta alegria por te ver, não tem preço! Por isso, ter um pet depois dos 50 pode fazer você viver mais e lhe trazer mais qualidade de vida.

Comentários
Carregando...