Youtuber de 21 anos viaja por 2 mil quilômetros usando apenas o piloto autônomo da Tesla

O YouTuber Ryan Trahan de 21 anos, e seus amigos, fizeram uma viagem de carro da cidade de Austin a Chicago, utilizando apenas o Autopilot (piloto autônomo) da Tesla.

Antes de iniciar a viagem, Ryan estimou que o custo com combustível, custaria cerca de US $ 220 (R$920,00) e a viagem em si levaria cerca de 17 horas, no entanto, o uso do Tesla exigiria uma maior cobrança, o que poderia prolongar a viagem por mais 10 horas.

O computador do Tesla determinou automaticamente onde o carro poderia ser carregado ao longo da rota de aproximados 2.000 km. Ryan partiu de Austin e seguiu para a estrada, onde ele foi capaz de ativar o piloto automático. O recurso não é o verdadeiro piloto autônomo porque a cada 10 segundos o motorista precisa tocar no volante para informar ao carro que o motorista não está dormindo.

 

Viagem tranquila com o Piloto Autônomo

Fonte: Ryan Traham – YouTube

Depois de duas horas na estrada, Ryan havia percorrido 160 quilômetros e um aplicativo em seu telefone o manteve alerta de quanto tempo o carro ainda poderia percorrer antes de ser recarregado.

Em cada uma das estações de carregamento, ele descobriu que não precisava pagar um centavo pela eletricidade ao recarregar o carro. A Tesla oferece 1 ano de uso grátis dos seus SuperCharges após a compra de um dos seus carros.

“O piloto autônomo faz você se sentir como um passageiro. Normalmente, em viagens rodoviárias, seus olhos estão abertos para a estrada e é tão fisicamente e mentalmente desgastante que é cansativo. Aqui, estou olhando algumas árvores bonitas e aproveitando o passeio ‘, disse ele.

Você também pode gostar:

Ryan sentiu que as paradas de recarga na verdade tornavam a viagem mais divertida do que apenas parar em postos de gasolina, reabastecer e voltar à estrada, como seria o caso de um veículo a combustível comum. Depois de várias paradas para recarregar, Ryan e seus amigos chegaram a Chicago. Dirigiram por um total de 28 horas, com cerca de 7 horas e meia dedicadas exclusivamente as recargas do veículo.

Quando ele chegou a Chicago, depois de viajar por aproximadamente 2.000 km, já haviam passado quase 36 horas desde que deixou Austin. Ryan observou que um dos aspectos mais frustrantes da viagem era ter que carregar o carro tantas vezes. Os carregadores de bateria, geralmente estão localizados a 10 km da rodovia e acrescentam uma quantidade significativa de tempo à viagem.

Disse ainda, que achava que o piloto autônomo era ótimo para viagens longas, pois permitia que ele aproveitasse mais a viagem olhando a sua volta e não se sentia tão mentalmente exausto por ter que manter os olhos na estrada o tempo todo. No entanto, ele disse que nunca faria uma viagem tão longa no carro novamente por causa da quantidade total de tempo a mais que precisou, o que adicionou uma quantidade significativa de tempo e quilometragem à aventura.

 

Curioso por mais matérias como esta? Navegue pelo site do Mundo do Curioso ou acesse nossas redes sociais no Facebook e Twitter.

Comentários
Carregando...