Doenças Psicossomáticas são graves e muito reais

Doenças psicossomáticas ou transtorno de somatização, ocorrem com mais frequência em pessoas que estejam sofrendo de ansiedade, stress ou depressão. Doenças psicossomáticas são graves e muito reais. O individuo pode sofrer por dias, meses ou anos até obter um diagnóstico correto.

Essa doença é desencadeada por um desequilíbrio emocional que se reflete em sintomas físicos que, dependendo da intensidade, podem ser sérios levando a morte. Isso ocorre porque quem sofre com os transtornos de ansiedade  e depressão tem um aumento de stress no sistema nervoso central causando uma elevação nos níveis de cortisol e adrenalina no sangue. Os órgãos mais sensíveis a essas substancias são o estômago, intestino, pulmões, coração e a pele.

Quando esse desequilíbrio químico é constante, afeta o corpo, causando doenças reais ou agravando aquelas já existentes. Gastrite, asma, psoríase, convulsão e até ataque cardíaco são exemplos de casos graves manifestados.

A pessoa que sofre com as Doenças Psicossomáticas, manifesta seus problemas de forma individual. Os sintomas físicos variam de moderado a grave, dependendo da intensidade do transtorno emocional.

Órgãos e suas manifestações emocionais

Intestino: diarréia, prisão de ventre;

Estômago: Enjoos, gastrite e úlcera;

Pulmões: Asma, falta de ar;

Músculos e articulações: tensão muscular, cãibras, fibromialgia;

Coração e circulação: dor no peito, palpitação, imunidade baixa e aparecimento ou piora da pressão alta;

Pele: coceira, ardência, suor frio, psoríase, micoses e suor frio;

Rins e Bexiga: dor ou dificuldade de urinar;

Região intima: impotência, falta de libido, dificuldade para engravidar e alterações no ciclo menstrual;

Sistema Nervoso: tremor, visão turva, dores de cabeça, tonturas excesso de calor ou frio.

As Causas das Doenças Psicossomáticas

Traumas antigos e recentes;

Cobranças externas, vindas de outras pessoas e, cobranças individuais extremas

Pessoas com grande dificuldade em expressar emoções, principalmente as negativas, guardando tudo pra si;

Stress;

Depressão;

Ansiedade .

Em virtude disto, as doenças emocionais ou psicossomáticas são graves e devem ser levadas muito a sério, tanto por quem sofre com elas como pelas pessoas em torno de alguém doente. O ideal é procurar um médico que irá avaliar os sintomas físicos e o acompanhamento de um psicologo, psiquiatra ou psicanalista que irá avaliar se o caso é psicossomático ou não. Dependendo do diagnóstico o tratamento é feito com medicações especificas e de acompanhamento constante para que o individuo aprenda técnicas que o ajudem a lidar com os desequilíbrios emocionais, reduzindo ou eliminando os sintomas físicos, ganhando qualidade de vida.

 

 

 

Comentários
Carregando...