Novo coronavírus da China: tudo o que você precisa saber

Um coronavírus recém identificado está se espalhando na China e agora chegou a vários outros países. À medida que o número de casos e mortes confirmados continua a aumentar, as autoridades de saúde estão trabalhando em todas as frentes para aprender mais sobre o vírus e implementar medidas para reduzir sua disseminação.

 

O que é um coronavírus?

Os coronavírus são uma grande família de vírus que podem causar doenças respiratórias, como o resfriado comum. A maioria das pessoas é infectada com coronavírus em um momento de suas vidas, mas os sintomas são geralmente leves a moderados. Em alguns casos, os vírus podem causar doenças do trato respiratório inferior, como pneumonia e bronquite.

Esses vírus são comuns entre os animais em todo o mundo, mas apenas um punhado deles afeta os seres humanos. Raramente, os coronavírus podem evoluir e se espalhar de animais para humanos. Foi o que aconteceu com os coronavírus conhecidos como coronavírus da síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) e o coronavírus da síndrome respiratória aguda grave (SARS-Cov), que são conhecidos por causar sintomas muito mais graves.

 

Quantas pessoas têm o novo vírus?

Segundo o The Washington Post, em 24 de janeiro, já são aproximadamente 830 casos confirmados e 26 mortes ligadas ao vírus 2019-nCoV na China.

 

Até que ponto o vírus se espalhou?

Os primeiros casos do vírus foram relatados em Wuhan, China, em 31 de dezembro de 2019. Desde então, o vírus se espalhou para vários outros países, incluindo Tailândia, Japão, República da Coréia e Estados Unidos.

O primeiro caso americano foi confirmado em 21 de janeiro em um homem no estado de Washington que havia viajado recentemente para Wuhan. Em 24 de janeiro, as autoridades confirmaram um segundo caso em uma mulher de Chicago que também havia viajado recentemente para a cidade chinesa. Ambos os casos foram hospitalizados, mas estão se recuperando bem, disseram autoridades.

 

De onde veio o vírus?

Desde que o vírus apareceu pela primeira vez em Wuhan, em pessoas que haviam visitado um mercado local de frutos do mar e animais, as autoridades só podiam dizer que provavelmente o primeiro contágio veio a partir de um animal para o homem. Em um novo estudo, no entanto, os pesquisadores sequenciaram os genes de 2019-nCoV (como o vírus agora é chamado) e depois os compararam com as sequências genéticas de mais de 200 coronavírus que infectam vários animais em todo o mundo. Seus resultados, detalhados no Journal of Medical Virology , sugeriram que 2019-nCoV provavelmente se originou em cobras.

Quanto ao tipo de cobra, os cientistas observaram que existem duas cobras comuns no sudeste da China, onde o surto se originou: o krait de várias faixas (Bungarus multicinctus) e a cobra chinesa (Naja atra).

No entanto, alguns especialistas criticaram o estudo, dizendo que não está claro se o coronavírus pode realmente infectar cobras.

 

O coronavírus pode se espalhar entre as pessoas?

Sim, o coronavírus são mais comumente espalhados entre uma pessoa infectada para outras, de algumas formas, mas principalmente:

– Pelo ar (a partir de partículas virais de uma tosse ou espirro);

– Um objeto ou superfície com partículas virais (em seguida, tocando sua boca, nariz ou olhos antes de lavar as mãos);

 

Como esse vírus causaria uma pandemia?

Para que esse vírus, ou qualquer um deles, leve a uma pandemia em humanos, ele precisa fazer três coisas: infectar com eficiência os seres humanos, replicar-se e depois se espalhar facilmente entre os seres humanos. Os coronavírus apresentam uma transmissão bem menos ativa que o vírus da gripe e, desta forma, o risco de maior circulação mundial é extremamente menor.

 

Quais são os sintomas do novo coronavírus e como você o trata?

Os sintomas do novo coronavírus incluem febre, tosse e dificuldade em respirar. Não há tratamentos específicos para infecções por coronavírus e a maioria das pessoas se recuperará por conta própria, de acordo com o Ministério da Saúde. Portanto, o tratamento envolve repouso e medicação para aliviar os sintomas. Um umidificador ou chuveiro quente podem ajudar a aliviar a dor de garganta e tosse.

Não há vacina para o novo coronavírus, mas pesquisadores do Instituto Nacional de Saúde dos EUA confirmaram que estavam em estágios preliminares de desenvolvimento de uma. Além disso, a empresa farmacêutica Regeneron anunciou que está nos estágios iniciais de desenvolvimento de um tratamento para esse vírus, segundo a NBC News.

Você também pode gostar:

Como as pessoas podem se proteger?

Ao viajar para Wuhan, você deve evitar o contato com pessoas doentes, evitar animais vivos ou mortos, mercados de animais ou produtos provenientes de animais como carne crua. Você deve lavar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos.

Se você está infectado pelo vírus, pode tomar medidas para evitar transmiti-lo a outras pessoas, como isolar-se em casa, separar-se de outras pessoas na casa, usar máscara facial, cobrir tosses e espirros e lavar as mãos com mais frequência.

As pessoas que viajaram para Wuhan e adoeceram com febre, tosse ou dificuldade em respirar nas duas semanas seguintes, devem procurar atendimento médico imediatamente e ligar com antecedência para informar a equipe médica sobre suas recentes viagens.

 

Comentários
Carregando...