Os problemas futuros com o uso de painéis solares

As usinas hidroelétricas e nucleares são as formas mais utilizadas na geração de energia, porém, nos últimos anos, o uso de painéis solares vem aumentando freneticamente no mundo todo. Não é de hoje que o mundo busca alternativas para a geração de energia por meios que agridam menos o meio ambiente.

A luz do sol, uma fonte de energia limpa, renovável e abundante em todo o planeta, proporciona uma geração constante, levando eletricidade e sustentabilidade inclusive a localidades isoladas.

À medida que a geração de energia sustentável por meio de painéis solares se expande, estão gerando um crescente problema de resíduos. Com mais de meio terawatt já instalado em grandes fazendas geradoras de energia por todo o mundo, fica a pergunta: O que acontece com os painéis fotovoltaicos ao final de sua vida útil? A resposta para isto pode estar na reciclagem.

A reciclagem de painéis solares

O descarte dos resíduos fotovoltaicos pode parecer um problema para um futuro próximo, uma vez que a expectativa de vida é medida em décadas. Com o aumento incontrolável pela geração de energia limpa, as indústrias enviam milhares de toneladas anualmente e este volume só tende a crescer. O lixo eletrônico total gerado pelo mundo, incluindo computadores, televisões e telefones celulares é de aproximadamente 45 milhões de toneladas ano. Em 2050, somente os resíduos gerados pelas usinas fotovoltaicas, serão de aproximadamente 90 milhões de tonelada ano.

Motivados pela preocupação com o descarte dos materiais tóxicos, o aumento do custo e a necessidade de aumento de aterros para suprir esta demanda, faz com que os governos locais, junto a pesquisadores, busquem soluções globais viáveis para o gerenciamento destes resíduos solares.

Pensando nisso, a França, que hoje tem um crescimento de 40% ao ano no setor, abriu o primeiro Centro de Reciclagem de Painéis Solares, inteiramente dedicado a reciclagem de resíduos oriundos das usinas de geração de energia solar. Em 2018, foram recicladas cerca de 1800 toneladas de resíduos e de acordo com a Reuters, este número crescerá para 4.000 toneladas ano até 2022.

Na grande maioria dos países, ainda não existe uma regulamentação federal que motive a coleta e a reciclagem de resíduos fotovoltaico. Em alguns painéis, há a presença de resíduos perigosos como chumbo ou cádmio. Como não é possível saber se um módulo fotovoltaico é perigoso pela simples inspeção visual, é necessário a coleta e reciclagem de todos os módulos.

 

Você também pode se interessar por:

 

Conclusão sobre o uso de painéis solares

Políticas públicas e inovação serão fundamentais para o processamento dos materiais até a logística reversa. Diversos são os meios e processos estudados e explorados para que a cadeia de reciclagem se torne viável economicamente.

Necessitamos de um modelo mais verde de painéis solares e da responsabilidade de toda a cadeia de suprimento. Uma vez que a energia solar é de extrema importância para enfrentarmos principalmente as mudanças climáticas de nosso planeta, mas também a pobreza energética existente.

Comentários
Carregando...