Conheça 3 sociedades secretas misteriosas

As sociedades secretas ainda deixam muita gente com a pulga atrás da orelha. Diversas são as teorias sobre o tema e muito se discute na internet. De fato, muitas sociedades secretas existem e separamos as mais populares para você conhecer.

A sociedade secreta dos Maçons

Maçons 1902
Um grupo de maçons em trajes cerimoniais, 1902.
Divisão de Livros Raros e Coleções Especiais / Biblioteca do Congresso, Washington, D.C.

A Maçonaria evoluiu dos encontros, por interesses em comum, de pedreiros e construtores de catedrais da Idade Média. De algumas dessas lojas, originou-se a Maçonaria simbólica ou especulativa moderna, que particularmente nos séculos XVII e XVIII adotou os ritos das ordens religiosas antigas e das irmandades cavalheirescas. Em 1717 na Inglaterra, surgiu a primeira Grande Loja Maçônica, uma junção de quatro pequenas lojas.

A Maçonaria não é uma instituição cristã , embora muitas vezes tenha sido confundida com uma, e contém muitos dos elementos de uma religião; seus ensinamentos determinam moralidade, caridade e obediência à lei da terra.

O requerente de admissão deve ser homem, maior de idade e deve acreditar na existência de um Ser Supremo, além da imortalidade da alma. Uma vez aceito na sociedade secreta maçônica, você e iniciado como aprendiz, o 1º grau maçônico.

Apesar das inúmeras teorias sobre os Maçons, através de seus graus de formação, tem como objetivo ensinar seus participantes a serem pessoas melhores, atuando para o bem da sociedade de forma silenciosa, seja com sua família, amigos e naqueles que o rodeiam.

 

A Ordem dos Illuminati

Pirâmide

O grupo original da sociedade secreta dos Illuminati foi fundado na Baviera no século 18 por Adam Weishaupt, um professor anticlerical que queria limitar a interferência da Igreja na vida pública.

Convencido de que as ideias religiosas não eram mais um sistema de crenças adequado para governar as sociedades modernas, ele decidiu encontrar outra forma de ‘iluminação’; um conjunto de ideias e práticas que poderiam ser aplicadas para mudar radicalmente a forma como os estados europeus eram administrados. Ele baseou sua sociedade secreta nos maçons, com uma hierarquia e rituais misteriosos, e nomeou-a como a Ordem dos Illuminati para refletir os ideais iluminados de seus membros instruídos.

Os Illuminati foram proibidos de se encontrar por uma repressão do governo às sociedades secretas no final da década de 1780, mas os rumores de que continuaram a sobreviver como sociedade secreta persistiram até os dias modernos. A teoria dos Illuminati não tem um número pequeno de adeptos comprometidos, principalmente nos EUA – de acordo com uma pesquisa realizada pela Insider, cerca de 15% do eleitorado americano acredita que os Illuminati existem.

Acredita-se que os Illuminati queiram criar um novo governo mundial, também conhecido com a Nova Ordem Mundial, e estejam infiltrados, operando e gerenciando governos e grandes instituições.

 

A reunião anual dos Bilderberg

Bilderberg

O evento data de 1954, quando um pequeno grupo de europeus poderosos se reuniu com um grupo de norte-americanos influentes para discutir o futuro da aliança liberal transatlântica.

O evento, realizado sob a liderança do príncipe Bernhard da Holanda, foi realizado pela primeira vez no hotel Bilderberg em Oosterbeek. Desde então, a reunião ocorre quase todos os anos, em locais tão a oeste quanto o lago Lanier, na Geórgia, e a leste como Istambul, Turquia.

O único ano em que uma reunião não foi realizada foi em 1976, quando foi cancelada quando Bernhard se envolveu em um escândalo por acusações de que ele subornou o fabricante de aviões americanos Lockheed.

Aproximadamente 130 pessoas participam todos os anos da reunião, sendo dois terços da Europa e um terço da América do Norte. Uma parte dos participantes faz parte do governo e política, sendo que o restante são de outras áreas.

Segundo o site oficial da Bilderberg, as discussões são realizadas sob a regra da Chatham House, o que significa que os participantes podem usar qualquer informação que receberem durante a reunião, mas não podem revelar sua fonte.

Um assunto altamente secreto, sem uma agenda fixa, a reunião anual dos Bilderberg é um prato cheio para os teóricos da conspiração que acreditam que seus participantes agem como um governo mundial secreto. No entanto, os organizadores argumentam que a natureza privada do evento oferece aos participantes a chance de manter discussões informais sobre os principais problemas mundiais.

Então, gostou da matéria?

Que tal nos seguir também no Facebook e no Twitter? Assim poderá acompanhar ainda mais todos os assuntos publicados pela equipe do Mundo do Curioso a respeito de itens como Fatos curiosos, Bem estar, Saúde, Entretenimento, Ciência e Tecnologia entre outros relacionados ao mundo e suas peculiaridades.

 

Comentários
Carregando...