É boato que a vespa assassina foi criada em laboratório

Nos últimos dias, muito tem se falado na vespa assassina da China que foram encontradas no continente norte americano. A espécie, encontrada no estado de Washington nos Estados Unidos, também são conhecidas como vespa-mandarina ou vespa-gigante-asiática e tem dado o que falar.

 

O ataque da vespa assassina

Vespa Assassina

Um vídeo que circula pelas redes sociais da internet, mostra uma suposta vespa, atacando e matando um rato com suas ferroadas, em questão de minutos. No vídeo, uma legenda aparece afirmando que “segundo cientistas” a suposta vespa foi criada em laboratório na China, para se espalhar pelo mundo, exclusivamente para atacar pessoas. Veja o vídeo:

O vídeo ganhou grande visibilidade nas redes sociais e deu margem para os amantes de teorias da conspiração. É claro que o vídeo deixa algumas dúvidas, pois fatos são expostos sem nenhuma confirmação, mas a principal questão não respondida aqui é: Como uma vespa foi criada em um laboratório da China?

É claro que a vespa assassina não foi criada em laboratório algum, pois duas de suas espécies foi vista pela primeira vez no ano de 1852 na China  e uma terceira no ano de 1929 em Taiwan, ou seja, a vespa-mandarina é conhecida por nós a mais de 150 anos.

Você também pode gostar:

Fora isso, é errado afirmar que a vespa seja uma ameaça aos humanos. Em uma reportagem do G1, entomólogos afirmam que esta espécie tem como alvo, outras abelhas e somente atacam pessoas, caso sejam incomodadas. E mesmo que seu tamanho impressione, por ser a maior vespa do mundo, assim como qualquer outra vespa, sua ferroada só vai ser perigosa ao ser humano, caso ele seja alérgico ou venha a sofrer uma enorme quantidade de ferroadas. Um entomologista japonês, descreveu a sensação da picada da “vespa assassina” como um prego quente sendo enfiado em sua perna.

 

Vespa crabro?

Vespa Crabro

Mas outra questão foi levantada no vídeo em que a vespa assassina ataca e mata o rato. Seria esta, uma legítima vespa-mandarina ou assassina como ficou conhecida? O perfil do Twitter @ObsNaturalistas é quem esclarece esta questão. O perfil mostra que o ataque não foi feito pela vespa-mandarina, mas sim por uma vespa da espécie crabro que é uma vespa encontrada no território português, com registros datados no ano de 1758.

Em cima disso, de fato, a única verdade sobre as vespas-mandarim (ou vespa assassina) é que apenas duas delas realmente foram encontradas em Washington, nos Estados Unidos, além de um ninho no Canada. Em ambos os casos, elas foram exterminadas, por se tratar de um inseto intruso, que não pertence originalmente a essas regiões. Fora isso, elas não foram criadas em um laboratório Chines; muito menos espalhadas para o extermínio humano, como o pessoal que adora uma teoria vem disseminando na internet.

Então, gostou da matéria?

Que tal nos seguir também no Facebook e no Twitter? Assim poderá acompanhar ainda mais todos os assuntos publicados pela equipe do Mundo do Curioso a respeito de itens como Fatos curiosos, Bem estar, Saúde, Entretenimento, Ciência e Tecnologia entre outros relacionados ao mundo e suas peculiaridades.

Crédito imagem: pxhere

 

Comentários
Carregando...