Páscoa: entenda a razão da história do coelho e dos ovos de chocolate

A Páscoa é uma das datas mais esperadas pelas crianças e por muitos adultos que amam um chocolate ou que se divertem assistindo os pequenos caçando ovos coloridos. Entretanto poucos sabem a razão da data ter um coelho como um representante tão popular, quando o dia também é um feriado cristão onde comemoram a ressureição de Cristo. Entenda a origem do coelho da Páscoa.

Table Of Contents

A Páscoa e sua origem pagã

ostera

As tribos pagãs anglo-saxônicas, nórdicas e germânicas acreditavam na existência de uma entidade feminina chamada Ostera ou Ostara relacionada com a fertilidade da terra juntamente ao início da primavera.

Tanto que as festividades em homenagem a deusa eram celebradas no equinócio da estação e foi do culto a Ostera que se originou a palavra em inglês “Easter” e “Ostern” em alemão para páscoa.

Embora a imagem da deusa Ostera seja representada por uma jovem em meio a natureza com os longos cabelos soltos e animais a sua volta. O que chama a atenção é o ovo na sua mão direita e o coelho aconchegado em seu colo.

Aliás a representação do coelho junto a deusa acontece devido a observação dos povos tribais da natureza e seus ciclos.

Um dos sinais observados para o início da primavera, além do derretimento do gelo, era o aparecimento dos coelhos, os primeiros animais a saírem de suas tocas, anunciando assim uma nova estação e o renascimento da vida.

Desta forma a partir das lendas da Deusa Ostera e do coelho, surgiu na cultura germânica a tradição das pessoas trocarem entre sí ovos de galinha pintados de forma bem colorida para serem entregues às crianças, durante as festividades do culto à deusa.

Entretanto quando os primeiros cristãos chegaram as terras pagãs para evitar que ocorresse a celebração dedicada a Ostera pelas tribos, resolveram inserir a troca dos ovos coloridos e o coelho como um dos símbolos da Páscoa. Mas relacionados a ressureição de Cristo durante a celebração cristã.

Contudo há quem diga que a história dos ovos de Páscoa começou por causa do jejum dos cristãos durante a quaresma, período que antecede a Páscoa. Aliás é proibido comer qualquer tipo de carne, inclusive ovos.

 Assim quando o domingo de Páscoa chegava havia uma quantidade enorme do alimento estocado durante este período de jejum e purificação. Então estes ovos eram consumidos neste dia e os que sobravam, eram doados para os necessitados.

Você também pode se interessar por:

A Páscoa no Brasil: a chegada do coelho e dos ovos coloridos

easter 3144063 640

Inegavelmente tudo começou no final do século XVII quando os imigrantes alemães trouxeram com eles a tradição de pintar e trocar entre si ovos de galinha coloridos, no período da Páscoa.

Apesar de ser uma celebração religiosa, muito importante para os cristãos e todos os seguidores da fé. A nova tradição trazida pelos imigrantes foi bem quista pois incluiu as crianças nas celebrações.

Aliás as crianças adoravam e ainda se divertem com estas tradições, seja pintando os ovos e os recheando com amendoins doces ou outras guloseimas, seja apenas procurando-os pela casa e jardins, sempre seguindo as pegadas do lúdico coelho da Páscoa.

Mas quando os ovos coloridos foram trocados pelos chocolates?

smarties 69474 640

De acordo com a historiadora Elisabeth de Contenson a prática teria começado no século XVII, mas foi apenas em 1830, já no século XIV que os primeiros ovos de chocolates apareceram no mercado europeu, mais precisamente na Alemanha e na França.

A ideia dos ovos de chocolate sem dúvidas agradou o paladar de adultos e crianças e em pouco tempo a iguaria já era um sucesso. Tanto que atualmente existem ovos de chocolate para agradar a todos os gostos, dos mais variados tipos, tamanhos e recheios.

Entretanto para aqueles que não se interessam pelo doce chocolate, existem outras opções como as deliciosas “Colombas” argentinas, um pão doce semelhante ao panetone com recheios variados que vão das tradicionais frutas secas ao incrível “Dulce de leche” argentino o doce de leite produzido no país vizinho que é um sucesso.

Porém independente da fé e das tradições do período da Páscoa, a verdade é que todas as famílias têm seu próprio modo de comemorar a data.

 Seja com chocolates, seja com um bom vinho ou correndo com as crianças e dividindo com elas a alegria de estarem juntos para celebrar a vida.

Créditos de imagem: Easter Goddess by thienbao on DeviantArt ; Pixabay

Comentários
Carregando...