Abelhas azuis: conheça estes raros e belos insetos especiais

As abelhas são responsáveis por mais de 90% das polinizações que ocorrem no mundo todo. Inegavelmente, sem elas não teríamos a natureza exuberante e tantas fontes vegetais de alimento a disposição.

 Mas a maioria de nós conhece a abelha comum com suas tradicionais listras amarelas e pretas. Entretanto as abelhas azuis ou Blue Banded Bee, apesar de raras, voltaram a serem encontradas em locais onde antes eram apenas lendas. Conheça um pouco mais sobre estes raros e belos insetos especiais.

 As abelhas azuis

abelha azul1

A abelha azul, cujo nome científico é Amegilla Cingulata, também é conhecida por Blue Banded Bee, foi observada pela primeira vez em 1775 pelo entomologista Johan Christian Frabricius, um especialista dinamarquês apaixonado por insetos e sua fisiologia.

Tanto que ao observar as abelhas azuis, no momento de descrevê-las, Johan lhes deu o nome de A. Cingulata palavra originada do termo em latim Cingulum cuja tradução significa cinto.

Afinal as listras no abdômen do inseto fazem lembrar este acessório popular e foi graças as listras abdominais que a abelha azul se destacou.

 Pois enquanto a maioria das abelhas melíferas possuem listras amarelas, essa espécie possui listras azuis brilhantes, lembrando delicadas joias feitas de opala.

Porém os aros das abelhas azuis não servem apenas para lhes conferir um nome as também tem a importante função de diferenciar as fêmeas dos machos.

De acordo com os entomologistas os machos das abelhas azuis possuem cinco aros completos em oposição perfeita aos quatro aros das fêmeas, ficando mais simples diferenciar os gêneros ao observar os animais na natureza.

Temperamento das Abelhas Azuis

abelha azul2

A maioria das abelhas são dóceis, com exceção das temidas africanas, mas como a maioria das pessoas não sabem distinguir um tipo do outro, o medo é comum.

Contudo as abelhas azuis não são agressivas e, apesar de possuírem ferrão, só picam pessoas ou animais apenas quando são ameaçadas ou machucadas.

Aliás outra característica curiosa desta espécie é o seu comportamento solitário, pois ao contrário dos outros tipos de abelhas que formam colônias enormes e barulhentas, as abelhas azuis vivem sozinhas.

Tanto que é comum ver os machos dormindo agarrados em caules ou no interior de certas flores, enquanto as fêmeas solteiras preferem se abrigar em tocas de argila.

Porém como tudo tem sua exceção que confirma a regra, no período de acasalamento os casais escolhem fazer seus ninhos próximos a outros casais da mesma espécie, geralmente as margens de rios secos ou casas com paredes de barro ou tijolo.

Mas após a postura do único ovo, o macho volta a viver sozinho e cabe a fêmea proteger e alimentar a larva, sendo que uma abelha desta espécie pode crescer até 12mm.

Você também pode se interessar por:

Polinização por Zumbido

bee 6047004 1280

Embora as abelhas em geral tenham um papel já bem conhecido na natureza como polinizadoras, elas também são responsáveis pela fabricação do mel e da cera de própolis, produtos muito importantes para os seres humanos e outros animais.

Entretanto as abelhas azuis são especializadas em um tipo diferente de polinização, chamada pelos cientistas de Polinização por Zumbido.

Ou seja, a abelha se agarra firmemente no interior das flores e começam a vibrar com toda a força com auxílio das asas e músculos abdominais formando uma nuvem de pólen onde uma porção se adere ao seu corpo enquanto o restante se espalha no ar.

Inegavelmente a polinização por zumbido chamou a atenção dos cientistas que estão estudando esta especialidade da abelha azul no intuito de descobrir como aplicar isto na agricultura.

Além disso as abelhas azuis só polinizam e se alimentam de flores azuis como a Lavanda, o Jacinto e algumas espécies de orquídea. Entretanto elas fazem algumas exceções, polinizando plantas brancas especificas como a flor da Sálvia coccínea, a flor do tomate e da beringela.

Onde estas abelhas habitam

australia 62823 640

Então se neste momento você está se perguntando como nunca deu de cara com uma abelha azul no seu quintal, afinal plantação de tomate, sálvia e beringela é algo comum por aqui.

Pois é, mas existe uma boa razão para isso, as abelhas azuis são nativas da Austrália, porém também podem ser encontradas na índia, Papua Nova Guiné, Malásia, Indonésia entre outros locais entre a Ásia e o Pacífico com clima tropical e subtropical.

Inegavelmente estes insetos preferem habitar áreas de bosques, florestas e charnecas, entretanto já estão sendo encontradas em áreas urbanas devido ao desmatamento.

Contudo as abelhas azuis possuem muitas outras ameaças além da destruição do seu habitat, como o sapo-cururu, pássaros e até mesmo outra espécie de abelha conhecida como abelha cuco neon, que mantém uma relação parasitária usufruindo dos ninhos da abelha azul em prol dos seus próprios ovos.

Créditos de imagens: https://www.jungledragon.com/image/50681/blue_banded_bee_amegilla_cingulata.html ; https://www.pinterest.com/pin/307792955784006877/ ; pixabay bee-6047004_1280.jpg ; pixabay australia-62823_640.jpg

Capa: https://indiabiodiversity.org/observation/show/397254

Comentários
Carregando...